Traduza para o seu idioma

sábado, 19 de julho de 2014

Uma batata super especial



As redes sociais têm destas coisas. Algum comentário plausível? Bem, só se esta batata for uma batata especial. Daquelas que servem para nos ensinar qualquer coisa. Acho que é preciso olhar bem a fundo, para além da aparência da batata. Só assim chegaremos ao nirvana das sensações pictóricas. Também não sei muito bem porque me apeteceu escrever sobre isto. Será que no meu subconsciente descobriu uma forma telepática de ingestão dos alimentos? Talvez seja por isso que não consigo engordar. Se continuar assim, posso comer doces à vontade que não me acontece nada!

Disparates à parte, escrevi um poema em honra da batata. Espero que gostem! :)


Esta não é uma batata qualquer
reparem bem nela e sintam o poder.
Imaginem a mesma a fritar.
Finas camadas de batata a estalar.

Conseguem imaginar?
Então também conseguem,
comer sem engordar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

2 comentários:

DOCES PALAVRAS AO VENTO disse...

Essa batata tem olhos, tem nariz e tem boca. Ela tem luz e também sua sombra. Sua cor, pouco nos diz, mas, seu sabor, sinto em minha boca. Não precisa me tocar, já vou indo plantar minhas batatas.
Parabéns, Jovita..Gostei.

Jovita Capitão disse...

Olá Marilena, muito obrigada pelas suas palavras. E seja bem-vinda! Beijinhos.

Arquivo do blogue