sábado, 12 de abril de 2014

Insónias - Acróstico

Insónia, porque me persegues?
Não consigo dormir assim.
Sabes, por mais que tu negues
O que queres é estar ao pé de mim.
Não queres ficar sozinha à noite!
Instantes tristes e escuros...
Apegas-te a mim em murmúrios
Sabotando o meu doce sono.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

País de Abril - de Manuel Alegre.


Queridos leitores e amigos da Rainha, um dos presentes que recebi por altura do aniversário do blogue foi este livro: País de Abril, de Manuel Alegre. É interessante como a vida caminha na perfeição para aquilo que mais gostamos. Já tinha estado numa livraria com este livro na mão. Queria compra-lo mas não me decidia, pois estava indecisa entre outros livros que também gostaria de adquirir. Tanto hesitei que acabei por não comprar nada. Mas fiquei triste. Gostaria de ter levado alguma coisa para ler. No entanto, no dia do aniversário da Rainha, recebi este presente que me deixou deveras feliz! Agora entendo porque não o comprei. A vida não queria que eu o comprasse, mas sim que eu o recebesse. A vida é mesmo engraçada, não é? :)

Deliciem-se com o seguinte poema de Manuel Alegre. Um dos meus poemas preferidos deste Poeta. 

Letra para um Hino

É possível falar sem um nó na garganta
é possível amar sem que venham proibir
é possível correr sem que seja fugir.
Se tens vontade de cantar não tenhas medo: canta.

É possível andar sem olhar para o chão
é possível viver sem que seja de rastos.
Os teus olhos nasceram para olhar os astros
se te apetece dizer não grita comigo: não.

É possível viver de outro modo. É
possível transformares em arma a tua mão.
É possível o amor. É possível o pão.
É possível viver de pé.

Não te deixes murchar. Não deixes que te domem.
É possível viver sem fingir que se vive.
É possível ser homem.
É possível ser livre livre livre.

Manuel Alegre, País de Abril, Uma Antologia, página 49.

quarta-feira, 9 de abril de 2014

O parafuso

Imagem retirada do facebook


Perdi um parafuso
num lugar obtuso
e o meu coração
ficou confuso.

O parafuso,
já velho pelo uso,
caiu em desuso
e desapareceu.

Se alguém o encontrar,
é meu!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Nuvens Escuras - Acróstico.

Nunca pensaram que o tempo mudasse!
Uns navios estavam parados no cais.
Ventos severos despontaram!
E a chuva começou a cair.
Navios, cujas velas agitadas
Sabiam o rumo que levavam.

Então prepararam-se para a luta.
Sabendo que com o mar não se brinca.
Criaram meios de sobrevivência.
Untaram formas de azeite.
Rodaram as velas a preceito
Apagaram as luzes mais fortes.
Sonharam e esperaram que a crise passasse!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Resultado do sorteio da Festa da Rainha

Queridos leitores e amigos da Rainha, trago aqui mais algumas fotos da festa, em especial aquelas que foram tiradas por motivos do sorteio. Visto que os livros que eu quero publicar ainda não saíram do "forno", lembrei-me de sortear um livro de Fernando Alagoa intitulado: "Os Senhores do Universo e o Milagre de Fátima". Esse livro fantástico foi sorteado entre os convidados da festa de aniversário da Rainha das Insónias e o vencedor foi o Actor e Poeta Fernando Marinho. Muitos Parabéns!Quero também agradecer ao Escritor e amigo Fernando Alagoa por disponibilizar o livro. Os outros convidados também tiveram a oportunidade de o adquirir investindo apenas 13€ pelo mesmo. Abaixo deixo as fotos tiradas mesmo a propósito. Quem quiser adquirir um exemplar deste livro clique no link abaixo, ou em alternativa contacte o Escritor, clicando aqui!

Quero adquirir um livro de Fernando Alagoa.

O vencedor do sorteio com o Autor da Obra.




Uma mensagem positiva para começar!

Queridos leitores e amigos da Rainha. Vamos dar as boas-vindas a mais uma semana. Que esta mesma seja de felicidade e de esperança.

domingo, 6 de abril de 2014

Manuel Forjaz - Uma lição de vida!


Queridos leitores e amigos da Rainha, soube agora do falecimento de uma pessoa extraordinária! Manuel Forjaz lutou contra um cancro até ao fim da sua vida. Era um empreendedor nato e apesar da doença, transmitia optimismo a quem o seguia, a quem o lia, a quem lidava com ele diariamente. Eu não o conheci, infelizmente. Não fui a tempo, pois se pudesse bem gostaria de o ter cumprimentado e elogiado o seu trabalho. Gostaria de lhe dizer o quanto gostei de ler o seu livro: "Nunca te distraias da vida". Emocionei-me várias vezes enquanto o lia , em outras partes ri e fez-me tão bem! Recomendo a leitura do mesmo, porque a história de vida de Forjaz é uma lição para todos aqueles que sofrem, seja em que circunstância for. Sou grata por ter tido a oportunidade de o conhecer à distância pelas palavras que ele deixou. Quando alguém que não conhecemos falece, mesmo que fiquemos tristes não nos custa tanto. Mas quando compramos um livro, em que por acaso o seu autor tem uma doença e a descreve de forma tão nítida, quando lemos aquelas páginas acabamos por conhecer a pessoa em questão de uma forma mais rápida e profunda do que simplesmente dar-mos um simples e rápido aperto de mão. Ler um livro faz-nos ficar próximos do seu autor de tal forma que podemos sentir as suas alegrias e as suas tristezas como se fossemos amigos de longa data. Assim, quando algo terrível acontece, o nosso mundo cai. Foi o que aconteceu comigo. Fiquei deveras com um sentimento de pesar no meu coração. No entanto, agradeço a oportunidade de o ter conhecido pelas palavras registadas. Obrigada Manuel, pela sua força de vida!

Que venham mais três! - Aniversário da Rainha

Queridos leitores e amigos da Rainha hoje estou muito feliz. O blogue completa três maravilhosos anos e espero que se prolonguem por muitos mais. Quero agradecer à Casinha do chá por me ceder este espaço, onde pude celebrar este dia histórico. Quero agradecer também a todos os que estiveram presentes. Também agradeço a todos aqueles que por alguma razão não puderam ir. Compreendo que às vezes é mesmo impossível aderir a este tipo de Eventos, devido a diversos factores, incluindo o factor monetário. Quero agradecer especialmente ao meu amigo Fernando Alagoa por ter estado presente e por ter aceite fazer o sorteio do seu livro. Foi um dia que nunca irei esquecer. Espero que para o ano tenha mais e melhores novidades para todos. A partir de agora, a Rainha tem mais responsabilidade. Já não é mais um pequeno bebé que gatinhava pela casa. Agora, a Rainha cresceu e está na altura de aprender o ABC da vida. Espero que gostem das fotos deste dia. Muito obrigada a todos mais uma vez! E que venham mais três!

O bolo da Rainha feito pela Casinha do Chá.

O bolo da Rainha e eu.

O Chá da Rainha e eu.

Alguns convidados da Rainha.

O espaço do Evento foi cedido pela Casinha do Chá.

A Rainha das Insónias concentrada a trabalhar.


Na hora de cortar o bolo

Leitura de um poema da Rainha por Fernando Marinho

A rainha contou com a presença do casal Alagoa.

Os convidados à espera do chá...

E o chá chegou à mesa.

Poema da Rainha lido por Consolação Alagoa

Fernando Marinho (o vencedor do sorteio) e Fernando Alagoa ( o Escritor que cedeu o livro).

Eu, Fernando Alagoa e Fernando Marinho.
Um simpático grupo de convidados da Rainha!

De novo, o simpático grupo, menos um.
Jovita Capitão e Zazarte, um dos convidados.
Eu e Carlos Berger ( o rapaz simpático que me ajudou a organizar a festa)