Traduza para o seu idioma

sexta-feira, 11 de abril de 2014

País de Abril - de Manuel Alegre.


Queridos leitores e amigos da Rainha, um dos presentes que recebi por altura do aniversário do blogue foi este livro: País de Abril, de Manuel Alegre. É interessante como a vida caminha na perfeição para aquilo que mais gostamos. Já tinha estado numa livraria com este livro na mão. Queria compra-lo mas não me decidia, pois estava indecisa entre outros livros que também gostaria de adquirir. Tanto hesitei que acabei por não comprar nada. Mas fiquei triste. Gostaria de ter levado alguma coisa para ler. No entanto, no dia do aniversário da Rainha, recebi este presente que me deixou deveras feliz! Agora entendo porque não o comprei. A vida não queria que eu o comprasse, mas sim que eu o recebesse. A vida é mesmo engraçada, não é? :)

Deliciem-se com o seguinte poema de Manuel Alegre. Um dos meus poemas preferidos deste Poeta. 

Letra para um Hino

É possível falar sem um nó na garganta
é possível amar sem que venham proibir
é possível correr sem que seja fugir.
Se tens vontade de cantar não tenhas medo: canta.

É possível andar sem olhar para o chão
é possível viver sem que seja de rastos.
Os teus olhos nasceram para olhar os astros
se te apetece dizer não grita comigo: não.

É possível viver de outro modo. É
possível transformares em arma a tua mão.
É possível o amor. É possível o pão.
É possível viver de pé.

Não te deixes murchar. Não deixes que te domem.
É possível viver sem fingir que se vive.
É possível ser homem.
É possível ser livre livre livre.

Manuel Alegre, País de Abril, Uma Antologia, página 49.

Sem comentários:

Arquivo do blogue