Sigam o meu blogue! Tenho sempre novidades!

Traduza para o seu idioma

sábado, 8 de novembro de 2014

As ondas do mar

As ondas, quando estão revoltadas, levam tudo o que podem. O mar, à terra vem buscar, tudo aquilo que quer. Assim também são as ondas da vida. Uns aparecem e outros vão embora. Fiquei a saber que o nosso prezado amigo e poeta Fernando Marinho se desinteressou em fazer parte da nossa tertúlia. O porquê, só a ele diz respeito. No entanto, com emoção e alguma tristeza, o meu coração falou em forma de poema. E aquilo que pensei, assim escrevi:

Não se vá embora, Marinho!
Aqui é o seu lugar.
A poesia é sua amiga
e seu amigo é o mar.

Não se vá embora, Marinho!
Pois, tanto talento encerra!
Por favor, não abandone
esta gente, esta terra!

Não se vá embora, Marinho!
É sempre um prazer vê-lo!
Esqueça as angústias do tempo.
Deixe que a própria vida
desfaça o novelo.

Ainda vai a tempo
de voltar a este lugar!
Onde a poesia se deita
com as ondas do mar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Tertúlia de Novembro

Queridos leitores e amigos da Rainha, nestes dias tenho andado cheia de coisas para fazer e ainda "não parei um minuto". Mas, não me esqueci de vos falar na última Tertúlia de poesia que reuniu mais uma vez tantos poetas e amigos. 

Deixo-vos as imagens desta noite tertuliana que merece todo o meu carinho.



quarta-feira, 5 de novembro de 2014

A união faz a força?

Seja qual for a situação é imprescindível existir um espírito de união entre as pessoas. Para quê? Para que todos consigam atingir os seus objectivos. Eu acredito que uma equipa pode chegar mais longe do que uma pessoa sozinha. Claro que existem pessoas eficientes em muita coisa, mas tenho a certeza que sem a ajuda de alguém demoram mais tempo a chegar onde querem. Por isso não dispenso a aprendizagem com os outros. No entanto, há situações que dependem apenas de nós. A nossa concentração naquilo que queremos realizar da-nos as ferramentas que necessitamos para ter sucesso. Por vezes, procuramos o sucesso fora de nós, descurando o nosso interior. Devíamos fazer exactamente o contrário. A primeira consulta deve ser sempre ao nosso íntimo. Devemos questionar as nossas motivações, as nossas ideias, os nossos valores, a nossa vida e olhar sempre em direcção ao futuro. Depois de termos construído um espírito forte, depois de analisarmos sozinhos aquilo que queremos, conseguiremos escolher com mais facilidade as pessoas que nos podem ajudar a chegar ao destino, por nós, traçado. Sim. As escolhas são individuais, mas a aventura da vida leva-nos diariamente para situações nas quais temos de lidar com outras pessoas. Têm elas os mesmos objectivos? Têm elas algo em comum connosco? É bom que tenham, senão os conflitos de ideias e de personalidade surgirão com mais força, fazendo com que os nossos objectivos adormeçam pois, a união só faz a força se o grupo se reger pelos mesmos valores. 

Romance inesperado

O céu refila com a lua
e troveja sem piedade.
Ameaça molhar a rua
para espantar sua ansiedade.

A lua, pacientemente
tenta explicar o porquê
de estar sempre contente
mesmo quando ninguém a vê.

O céu, pouco tolerante
resmunga ainda mais
e ameaça a lua
de ir chamar os seus pais.

A lua, pouco se importa.
Faz ouvidos de mercador.
E a chuva logo desponta
no céu implicador.

Nesta briga de céu e lua,
não meto minha colher.
Isto, sempre ouvi dizer:
"Entre homem e mulher"...

Amanhã farão as pazes!
Espero eu que assim seja.
Talvez depois sejam capazes
de se entenderem na cabeceira.
de um romance inesperado.
Pois, cá para mim, o céu
está apenas apaixonado.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Busco um mundo melhor

Busco um mundo melhor.
Onde o preconceito não exista.
Onde o preceito não insista,
Onde a falta de jeito fique à vista.

Busco um mundo melhor
que, de tolerância, se vista.
Sem segredos de artista.
Sem medos de conquista.

Busco um mundo melhor.
Onde não haja derrocada
após um tropeço na escada,
após uma situação inesperada.

Busco um mundo melhor,
onde os pequenos se divirtam.
E onde as fronteiras não limitem
o sonho de uma vida.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Lembro-me de ti e abraço a madrugada!

Chove lá fora.
Escuto o som
das gotas que se desfazem
ao cair no chão.
Dançam de mãos dadas
a cada instante
sem nunca parar.
A melodia
enche o meu coração de sonhos.
Suspiro de saudade
e abraço-te em pensamento.
Aconchego os meus braços
na minha almofada.
Lembro-me de ti
e abraço a madrugada.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Quando as Luzes se apagam - de Rô Mierling



Queridos leitores e amigos da Rainha, durante o mês de Novembro divulgarei dois livros em forma de parceria. Foi-me solicitado este trabalho e como não podia deixar de ser, aceitei de bom grado fazer parte deste projecto. O que ganho com esta parceria? Apenas a satisfação de poder ajudar alguém que, tal como eu, respira Literatura. Ainda não conheço as páginas do livro, mas quando tiver a oportunidade de o ler, farei, com certeza, uma resenha acerca do assunto do mesmo. 

Arquivo do blogue