Traduza para o seu idioma

sábado, 10 de janeiro de 2015

Ao meu pai.

Estás doente, cansado
mas não desistas de lutar.
A velhice não é um fardo
para quem te sabe amar.

Toda a vida foste forte.
Inteligente como ninguém.
Mas a doença de grande porte
faz-te parecer outro alguém.

Não vejo revolta nos teus olhos.
Mas vejo a dor e tristeza aos molhos,
de alguém que tudo vencia.

Acredita que tudo o que eu mais queria
era dormir um sono profundo
e acordar de um pesadelo
que abomino mais que tudo.

Se tivesse o interruptor
para acabar com o teu sofrer
era eu, a primeira a morrer,
só para tua saúde restabelecer.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Esta semana...

Esta semana estive em casa, porque além das insónias, também sofro de bronquite. Já é crónico, dizem os especialistas no assusto. Por isso nestas alturas tento proteger-me não só do frio intenso que se faz sentir, como de possíveis bactérias que possam aproveitar a fragilidade do meu estado para entrar à socapa no meu organismo para me pregar partidas. Assim, não dispenso o meu chá ( Cistus Incanos da LR) que tem-me ajudado a acalmar a tosse que teima em não me largar. 

Apesar disso, já me sinto melhor. Apesar de ter violentos ataques de tosse que me irritam imenso, pois quando isso acontece demoro a parar. Devido a isto, a respiração torna-se vulnerável e sinto-me um tanto cansada. Mas já me começo a recompor, e ainda bem. Não posso ficar assim a vida toda! O Tempo não pára, só porque fiquei doente. 

O melhor desta semana é o Evento da LR no Meo Arena. A expectativa é mais que muita e quero muito lá estar ( sem ataques de tosse, de preferência). Também queria ir hoje à Tertúlia de Poesia, mas não vai ser possível pois, preciso de repousar para amanhã estar bem. Assim que o sol se põe, o frio se impõe! Não sei ao certo quantos graus estão agora em Lisboa, mas uma coisa é certa: tremo como varas verdes em dia de vento. 

Esta semana, não foi das melhores por diversos motivos, mas acredito que a próxima será bem melhor que esta. Até porque o meu mais que tudo regressa a Portugal e passo a ter companhia para os dias mais frios. Ah!... E é tão bom ter quem nos abrace! Um bom abraço de quem amamos aquece sempre o nosso coração e não há bronquite que lhe resista! ;)

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

As palavras, qual favo de mel!

Tenho as palavras como companhia
nesta bela noite fria.
A solidão que me acompanha
é minha amiga também.
No sossego posso escrever
o que trago dentro da alma.
Percorro cada palavra qual metáfora
e tento entender o seu significado.
O fel, o amargo
mas também o singelo e o belo.
Tudo o que faz parte da vida.
As palavras fazem o seu parecer
e ajudam-me a entender
onde estou,
por que estou,
e para onde vou.
Saboreio as palavras qual mel
num favo lírico.
E por aqui vou
percorrendo um caminho só meu.
Deixando a minha marca no mundo.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Uma lágrima a condizer

Por trás de um sorriso bonito
há sempre uma lágrima a condizer,
congelada por trás do olhar
que, discreto, não tem nada a dizer.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias

Inóspito confronto

Na vil tortura da alma
é que me encontro.
Pasmo em perceber
o inóspito confronto
entre aquilo que quero
e aquilo que posso.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sinais de Pontuação

Estava um trânsito infernal
e era preciso pontuar.
Mas para cada direcção
era tal a confusão!
Ninguém queria colaborar.

A pequena vírgula tropeçou
numa aspa menos tranquila
e o que tinha na mão tombou.

Mas não vê por onde passa?
- questionou a interrogação.
Que tinha saído de casa
apenas para comprar pão.

Ficou sem resposta.
Pois com tanta marosca
Viu passar um ladrão.

Ah! - disse assustado,
o ponto de exclamação.
Quando o ponto final
lhe deu um empurrão.

Ninguém se entendia.
Mandaram vir o polícia.
Pois a confusão era tanta
que para acabar com aquilo
era preciso perícia.

O dicionário chegou
e acabou com a fantochada.
-A partir de agora
vamos remeter-nos à estrada!
Toca a estudar e a ler
para não atropelar ninguém.
Por acaso não querem ser alguém?

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Para que servem as "aspas" ?

Queridos leitores e amigos da Rainha, já percebi que existe muita dificuldade em perceber o que são aspas. Então, vamos lá desmistificar esta ideia!

Quando estamos perante um texto que é nosso, não faz sentido coloca-las. No entanto, quando queremos postar um texto no qual o autor seja outro, temos de usa-las obrigatoriamente, para não confundir as pessoas que lêem. 

Mas apesar de existir muita gente que sabe escrever, infelizmente muitos há que não sabem ler. Sim, é verdade! A aliteracia existe e tem de se combatida através dos alertas de quem entende do assunto. 

Na escola, aprendemos a assimilar a matéria e a despejá-la literalmente num teste. E para quê? Para continuarmos na mesma, sem conhecimento de causa. Por isso, não é incomum que a maioria das pessoas não saiba o que são aspas, nem para que servem. Elas não têm culpa de não saberem, o sistema de ensino é que não é dos melhores.

Agora, espero que com este post seja reposta a verdade sobre as aspas e que da próxima vez que escrevermos qualquer coisa que não seja nosso nos lembremos delas. Quanto aos leitores, não interpretem como minhas as palavras nas quais tenha colocado aspas. Se têm aspas, as palavras são de outra pessoa. Se as postei ou referi ( "com aspas") foi apenas porque gostei. 

Primeira Tertúlia do ano

Queridos leitores e amigos da Rainha, na próxima sexta-feira temos a primeira tertúlia de poesia do ano na Costa de Caparica. Quem quiser aparecer está convidado e é muito bem-vindo! É às 21h no Centro Comercial " O pescador". Esperamos por si! :)

Reflexão do dia

Existem pessoas que nos tocam mesmo sem nos conhecerem. Há outras que estão tão perto, no entanto, estão indiferentes à nossa felicidade.

domingo, 4 de janeiro de 2015

Vem dançar comigo!

Enrola-te comigo
como o mar faz com a areia
brinca na minha pele
e vem dançar a noite inteira

Quero beijar o teu sorriso
e cantar num terno improviso
só para te ver feliz
numa noite de lua cheia.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Mesmo que tropeces!

A minha mente saltita
de lugar em lugar
pois, ansiosa estou
para te encontrar.

Nesse lugar distante
ainda permaneces.
Que Deus ouça
as minhas preces

E te traga de volta
para quem conheces.
Para quem te ama
mesmo que tropeces.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Arquivo do blogue