Traduza para o seu idioma

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Há mil anos que não te via - De Alexandra Solnado



Queridos leitores e amigos da Rainha, esta semana decidi começar a ler um livro que tenho na minha estante, mas que por várias razões ainda não tinha dado a devida importância. Aproveitei algum tempo de ócio para o fazer e em boa hora o fiz.

"Há mil anos que não te via" é um livro particular que nos remete para a sensação de fazermos parte da própria história. É uma história de amor que retrata o presente, mas também o passado das personagens. Em suma, é uma história sobre vidas passadas.

Será que existem mesmo anjos a olhar por nós? Será que estamos aqui por motivos maiores do que aqueles que conhecemos? Vale a pena conferir através deste livro. E mesmo que não acredite nestas coisas, tenho a certeza que não vai ficar indiferente ao sensível Pitito, nem aos bloqueios emocionais de Inês, nem ao amor que os une.

Alexandra Solnado é a Autora Portuguesa de maior sucesso no campo da espiritualidade. Este, é o seu primeiro Romance. Recomendo vivamente!

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Alma Portuguesa

A minha alma é Portuguesa, com certeza.
Pois quando o Fado escuto, me emociono.
E se eventualmente o ouvir durante a noite,
consigo escrever e até perder o sono.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Abre a Janela

Ao acordares abre a janela,
respira fundo e sorri.
Lembra-te que há sempre alguém
a olhar por ti.

Ao acordares abre a janela.
Amplia a tua consciência.
Percebe a importância das coisas
através da sua essência.

Ao acordares abre a janela.
Sintoniza-te no amor e na alegria.
Se for possível pinta uma aguarela
e sente a harmonia desse dia.

Mas, se não conseguires abrir a janela
podes fazê-lo em pensamento.
Envia paz para toda a Terra.
Fecha os olhos e sente o momento.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

A esperança tem asas

Dentro de cada um de nós
existem asas guardadas
sonhos e esperanças aladas.
Somos mais do que mero pó.

Apenas o não sabemos.
Ou sabemos e fingimos não saber.
Preferimos não crer, para não doer.
Visto que nos ataram as asas....

Mas elas estão lá, as asas.
Estão atreladas à esperança.
Vivem condensadas dentro de nós
Felizmente não estamos sós.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.


Cefaleias

Quem quer cefaleias quentinhas?
Quem quer ter a cabeça a latejar?
Quem as quiser, que as venha buscar.

Ou então que arranje outras
já que estas são minhas
e não me querem largar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sábado, 26 de janeiro de 2019

Que é feito dos Poetas?

Que é feito dos Poetas
que outrora conheci?
Será que de mim se esqueceram?
Será que pensam que morri?

Que é feito dos Poetas
que me acompanhavam nas letras?
Será que continuam a escrever?
Acaso ainda têm força nas canetas?

Que é feito dos Poetas
que alegravam o meu coração?
Será que ainda vão às tertúlias?
Ou será que já não?

E que é feito de ti?
Perguntam-me os Poetas.
A eles só tenho a dizer
que ainda estou aqui.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Pensamento raso

Escrevo palavras ao acaso
para depois as apagar.
Só para me poder libertar
de qualquer pensamento raso.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 20 de janeiro de 2019

"Tens uma letra bonita"

Queridos leitores e amigos da Rainha, um dia destes disseram que eu tenho uma letra bonita. Sorri. Lembrei-me de todas as vezes que passei a limpo os cadernos da escola. De todas as vezes que escrevi e reescrevi os mais diversos textos. Lembrei-me de todas as noites que passei em claro a escrever. Lembrei-me também de todos os livros que li e reli para ter um vocabulário melhor.

Dizem que "o hábito faz o frade", e a prática constante do exercício da escrita faz o escritor. É por isso que tenho uma letra bonita. 

A encruzilhada

Numa encruzilhada estava eu.
Em silêncio perscrutei os caminhos.
Intermináveis, ambos os destinos.
Fechei os olhos para melhor decidir.
Paralisei sem saber para onde ir.

A minha bússola permanecia imóvel.
E como ela, fiquei queda e muda.
À espera que um sinal do universo
me despertasse o pensamento.
Mas ainda não era o momento.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sábado, 12 de janeiro de 2019

As chamas




As chamas devoram lentamente
o pedaço de madeira.
E eu fico quase que hipnotizada
observando a lareira.

Pensamentos vários
percorrem a minha mente.
Enquanto estou em silêncio
meditando veementemente.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Pitchula - Acróstico


Parece que foi ontem que a conheci.
Isso já foi há algum tempo!
Tem personalidade própria.
Come e bebe com satisfação.
Hoje está aqui comigo.
Uma vez, cravou-me o dente...
Ladra quando sente que vem lá alguém.
Aquece a minha cama como ninguém.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

A força que há em nós

No limiar das nossas fraquezas
descobrimos a força que há em nós.
Antes, nem sabíamos que existia.
Agora sabemos que não estamos sós.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Curso