Sigam o meu blogue! Tenho sempre novidades!

Traduza para o seu idioma

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Sem limites - Uma sugestão de um leitor.



Não deixes que o teu olhar
seja o limite do teu horizonte...
Mais vale aprenderes a esperar,...
que teres um limite que te amedronte.


A vida é uma caminhada
que vale a pena fazer.
Mas tens de fazer-te à estrada.
Não há nada que te possa deter.

Navega por mares infinitos
como no tempo dos descobrimentos.
Descobre quem tu realmente és
através dos teus sentimentos.

Junto ao Tejo sente a magia de uma Nau.
Lembra-te do sonho, da Caravela...
Lisboa é a terra do bacalhau,
da sardinha, do barco à vela.

Não deixes que o teu olhar
seja o limite do teu horizonte.
Tenho uma história para te contar.
Talvez um dia, eu te conte...

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Outra vida, outro lar.

Existe uma guerra
que eu não quero alimentar.
Se for para entrar nela
sei que me vou irritar.

Preciso ficar longe
pois poderá trazer ruína.
Prefiro, pois
ficar bem quietinha.

Vou esperar a ventania passar.
Enquanto isso outros voos vou voar.
Não quero deixar a vida passar
sem sequer tentar outra vida, outro lar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Miqueias, o Adamastor.

Fotografia do próprio Miqueias Lima, um grande amigo que vive no Brasil.

Junto à Torre de Belém,
um jovem Adamastor
estava escondido.

Espreitava por trás da Torre,
mas esperava não ser visto.
Porém, soltou um rugido.

Um pescador que ali passava
pensou que da sua barriga se tratava.
Pois, estava cheio de fome.

Como não viu ninguém
nem pai, nem filho, nem mãe
pegou no telefone.

Miqueias, susteve a respiração
na esperança que ele fosse embora.
Mas foi em vão.

Durante meia hora
o nosso pescador decidiu comer.
pois, estava com uma fome de cão.

Ao mesmo tempo falava com a mulher
que lhe tinha dado um tuperware
de arroz com feijão.

Sem se conseguir conter
o nosso Adamastor, três vezes chiou.
E o pobre pescador se assustou.

Quem ousa estragar o meu almoço?
Sim, quem é você moço?
Perguntou o pescador olhando em redor.

E Miqueias Lima chiou de novo e disse:
Sou um pequeno Adamastor.
O mais novo que existe.

Estou de férias em Portugal.
Não me leve a mal.
Disse o Adamastor com um ar triste.

E o pescador mudou logo de postura.
Ofereceu-lhe o arroz que tinha sobrado.
E sentou-se ao seu lado.

Moral da História:
Nunca podemos julgar um Adamastor.
Ele pode estar sofrendo com dor.
E julgar é pecado.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Quando alguém lê o que escrevo.

Sinto-me lisonjeada de quando em vez.
Quando vejo que alguém lê o que escrevo.
sinto uma alegria tamanha, que me enlevo . 

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Que o dia 25 de Abril de 1974 nunca seja esquecido!

Imagina que o tempo voltava para trás. Imagina-te em 1974, a escrever apenas em papel, a escrever com medo de ser repreendido pelas tuas opiniões, imagina-te a fugir da polícia da época só porque disseste que não gostavas de alguém pertencente ao governo, imagina-te a ouvir apenas uma estação de rádio manipulada pela mídia, imagina-te a sufocar com as palavras na garganta enquanto vias e ouvias aquilo que não querias, nem concordavas. Sim, imagina-te a viver nessa época, em que as pessoas eram censuradas por serem elas mesmas, em que os livros eram criteriosamente escolhidos para que as mentes da população continuassem fechadas.

Ainda bem que vivemos no século XXI! Ainda bem que isso já não acontece no nosso País. O maior avanço não foi o tecnológico, mas sim o  avanço da mente aberta, da liberdade de opinião. Felizmente já nasci numa época em que a liberdade estava a florescer. E essa liberdade permite que eu hoje diga e escreva aquilo que penso. Essa liberdade permite que eu tenha um blogue e possa escrever sobre as coisas que eu gosto sem me preocupar, sem ter medo. O sentimento de medo é o oposto do sentimento de liberdade. Com medo, não existe liberdade, porque a liberdade vem de dentro. Só somos realmente livres quando podemos expressar aquilo que sentimos.

Viva a liberdade! Que o dia 25 de Abril de 1974 nunca seja esquecido!

Liberdade - Acróstico

Livres somos de decidir o que fazer,
Independentemente daquilo que nos dizem.
Bons ou maus conselhos que nos dão,
Eles não têm qualquer influência sobre nós.
Realmente às vezes deixamos-nos levar.
Depois voltamos ao estado normal.
Acreditamos que o coração é que nos guia.
Diferentes somos da grande maioria.
Empreendemos constantemente.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

O Barco Rabelo e o Miúdo curioso - Sugestão de um Leitor



Rio Douro, rio Douro,
onde escondeste o ouro?
Escondi-o numas pipas.
Espreita! Não acreditas?

Rio Douro, rio Douro,
por que me olhas assim?
Porque és deveras curioso.
O que queres tu de mim?

Rio Douro, rio Douro,
ainda não me contaste!
Ao que o Rio respondeu:
Ainda não te calaste...

Nas serenas águas do Douro
deslizava um pequeno Rabelo.
Desde as margens, até à ponte,
toda a gente queria vê-lo.

A carga que transportava
já não era novidade.
Mas mesmo assim, quem passava
não disfarçava a curiosidade.

O famoso Vinho do Porto
era o seu conteúdo.
Ficou assim a saber
o curioso miúdo.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A Porta - Sugestão de um Leitor



Não conheço esta porta,
Pois nunca aqui antes estive.
Nunca reparei se ela é torta....
Nem sei quem é que aqui vive.

Não conheço esta porta.
Tem um ar desleixado
Está em muito mau estado.
Mas isso não importa.

E se eu batesse à porta?
Quem estará do outro lado?
Será uma velhinha encurvada?
Ou um Guerreiro armado?

E se eu batesse à porta?
Quem me viria atender?
Será que o dono da casa
Me iria receber?

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Dia Mundial do Livro e de todos os Autores, Escritores e Afins

Queridos leitores e amigos da Rainha, hoje senti-me especialmente feliz porque se comemorou o dia Mundial do Livro, do Escritor e dos meus direitos enquanto Autora. Andei inspirada durante todo o dia e escrevi entre outras coisas, dois poemas que merecem todo o destaque aqui no blogue porque foram sugeridos por um atento leitor. O Rafael, deu-me duas imagens que me inspiraram profundamente. A primeira, de uma porta, a segunda de uma embarcação. Falarei destes dois poemas a seguir. Entretanto passei pela Bertrand, uma das minhas livrarias preferidas e só saí de lá duas horas depois de me embrenhar na leitura de alguns livros que me despertaram curiosidade. Um dos quais, veio comigo de caminho para casa. Falarei dele mais tarde também, aqui no blogue. Foi um dia que correu particularmente bem, já que me permitiu sonhar outra vez.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

O acidente das motas

Estava eu a passar na rua
quando presenciei um acidente.
Duas motas chocaram
mas o choque não foi de frente.

A distância entre as duas
era, pois, insuficiente.
Quando o sinal fechou
a detrás partiu um dente.

Sim, partiu um dente!
Ou até mais do que um.
A senhora foi ao chão
e gerou-se um trinta e um.

Ela chorava já de pé.
Queria que a da frente pagasse.
Esperaram que a polícia chegasse.
Mas a culpa tinha sido dela.

E assim se estraga uma mota.
E se vai parar ao chão.
Devia ter deixado uma distância de segurança.
Não foi isto que aprendeu nas aulas de condução?

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Qual a idade certa para tirar a Carta de Condução?


Queridos leitores e amigos da Rainha, para quem não sabe, encontro-me a tirar a carta de condução.

Durante muitos anos não quis tirar a carta. Achava que não precisava e que era uma perda de tempo e de energia porque não tinha o mínimo interesse de o fazer. Hoje em dia, já não penso da mesma forma. Ter a carta de condução vai abrir-me portas para outras possibilidades profissionais e ao mesmo tempo vai dar-me a liberdade e a autonomia que eu procuro no momento presente.

Gostava de saber, por curiosidade, qual a melhor idade para se tirar a carta? Há quem diga que é aos 18 anos porque temos mais capacidade de aprendizagem, mais reflexos, etc... mas também existem pessoas que são apologistas de tirar a carta mais tarde porque o senso responsabilidade é diferente e por vezes trata-se de uma questão de necessidade do próprio. Dá-me a tua opinião!

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Trânsito - Acróstico

Todos querem chegar em primeiro lugar.
Resmungam aqueles que não o podem fazer.
Arfam enquanto esperam o sinal abrir.
Não se fazem rogados quando podem seguir.
Sinto muito, que muitos não respeitem os sinais.
Importantes eles são, para a nossa segurança.
Todos deviam estar atentos aos demais.
O condutor deve ser o primeiro a transmitir confiança.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Código Da Estrada - Acróstico

Corrige-me se estiver enganada, mas...
Oportunamente  hei-de saber.
Diz-me lá se tenho razão!
Isto de conduzir, tem algum senão.
Gosto de aprender, é verdade.
Odeio fazer o que não quero.
Dizem por aí que o trânsito tem regras!
Assim sendo não posso contrariar.
E se acontecer uma infracção?
Sei que vou ter de pagar.
Travo com o motor,
Retiro o pé da embraiagem,
Abrando o meu veículo,
Depois abro o vidro para falar com o Agente.
Ai de mim, que fui apanhada!

Assim é o Código da Estrada.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Recomeços...

Pois é meus queridos amigos e leitores, a vida é repleta de recomeços. Quando menos esperamos vem um vendaval de situações que nos leva para outros caminhos. Eu passo a vida a recomeçar... excepto quando é a escrita que me move. É por ela que continuo todos os dias mesmo que à partida não ganhe minimamente nada com isso. Aliás, ganho sempre alguma coisa. Não dinheiro, claro. Mas reconhecimento, um comentário apreciativo, uma partilha ou um simples like no facebook. Mas não é exactamente isso que um escritor espera quando escreve um texto, certo? Certo. A valorização também existe quando somos pagos pelo trabalho que fazemos. E se esse trabalho envolve dias, semanas, ou mesmo meses, devia ser bem remunerado. Infelizmente, por mais anos que passem as Artes continuam a ser subvalorizadas. Enfim... mas não é este o tema do texto de hoje. O tema é "Recomeços". Ok! Mas recomeços porquê, perguntam vocês? Bem, recomeços no sentido de levar mais a sério este trabalho que já faço há mais de 20 anos. Pretendo aumentar o ritmo em termos literários, de uma forma profissional, sem descurar outras situações da vida que também são importantes no momento presente. Recomeçar, significa mais do que começar outra vez. Na nossa mente, quando pensamos em recomeçar, transmitimos uma força holística à palavra. Como se a palavra " recomeçar" se tornasse um sopro imperativo atrás da nossa orelha. Um incentivo àquilo que é de facto de mais sagrado em nós. E por essa razão. pretendo recomeçar e continuar sempre a escrever mais e mais até "esgotar" todas as palavras.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Fugir para o monte

Quero fugir para o monte.
Olhar apenas o horizonte.
Fixar o pensamento em mim.
Esquecer tudo aquilo que é ruim.

Quero fugir para o monte.
Ser eremita num lugar isolado.
Só para não ter de carregar o fardo
daquilo que me faz ser forte.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Quedas e lições

De quantos recomeços
é feita a vida?
De quantos tropeços
és vencida?
De quantos acertos
precedida?
De quantas quedas
erguida?

De tantas quantas forem necessárias
para aprender as lições que a vida me dá!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 9 de abril de 2017

Este fim-de-semana

Queridos leitores e amigos da Rainha, este fim-de-semana ficou marcado pelo Evento da Empresa que represento. Além dos habituais reconhecimentos e da entrega das viaturas, tivemos também um momento de formação e desenvolvimento pessoal.

Contamos com a presença do Ricardo Carriço (Cantor/ Actor) e do Fernando Pimenta (Atleta Olímpico), ambos embaixadores da LR em Portugal.

Algumas fotos não têm muita qualidade, mas o que importa realmente são os bons momentos que passamos com aqueles que são importantes para nós, por isso, desculpem qualquer coisinha. ;)














quarta-feira, 5 de abril de 2017

Saramago tinha razão

Já dizia Saramago,
que era preciso sair da ilha
para ver de facto a ilha.

Não estava de todo enganado.
Vejo isso em todo o lado.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 4 de abril de 2017

Mensagem da Rainha para os Leitores

Queridos leitores e amigos da Rainha, cada vez estou mais comprometida com os meus sonhos. Este, vai ser um ano de muita dedicação a projectos pessoais que finalmente,aos poucos, estou a conseguir concretizar. É por essa razão que posso passar algum tempo sem escrever, embora tente levar a escrita sempre comigo. Mas o tempo é limitado e existem prioridades. No entanto podem contar com a Rainha no que diz respeito a sugestões culturais, artísticas e a típica poesia que já faz parte do blogue. Por hoje é tudo. Estou tão cansada, que esta noite acho que não vou ter insónias. Volto amanhã com mais novidades! :)

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Poesia

Quando escrevo,
onde andas tu, meu sono?
Manténs-me acordada
por horas a fio.

Fico a pensar
que durante a madrugada
te propões a vigiar.
Mas ninguém te viu.

Talvez a poesia
realmente te cative.
Talvez seja por isso
que sono, ainda não tive.

Mas sonhos, eu tenho-os!
Dentro de mim estão vivos!
Esses sonhos que comigo viajam
são meus amigos de infância.

Bem cedo acordei comigo
que um dia seria livre como tu.
Abri os braços para a poesia num gesto nu.
Comecei a escrever com constância.

E com elegância e simplicidade
fui poetizando na verdade
com todo o carinho que tenho por ti.
E com cumplicidade, amei-te, beijei-te,
e desde essa altura eu renasci!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 29 de março de 2017

A Escrita - O meu sonho actual

Será possível que depois dos 30 anos ainda tenhamos dúvidas do que fazer profissionalmente? Sim, é possível. Aliás, eu não tenho dúvidas quanto a isso, a dificuldade prende-se pelo facto de eu ter feito um desvio tão grande do meu caminho que agora custa voltar novamente à linha de partida.

Existe um curso que eu quero muito fazer, porque tem tudo a ver comigo. Se não fosse a questão financeira a pesar mais na balança, já o teria feito há muito tempo. Estou a falar do curso de Ciências da Comunicação e da Cultura.

Gosto de tudo o que envolve essa área de estudo e profissão. Os meus olhos brilham quando ouço um bom locutor de rádio, quando simplesmente leio uma notícia bem estruturada, quando vejo uma boa entrevista numa revista, quando vejo um programa de Televisão que me prende ( hoje em dia são raros) e principalmente quando escrevo um texto ou poema e alguém comenta positivamente.

Ainda não desisti desse sonho. Ainda tenho tempo de o colocar em prática. Ainda acredito que tenho o direito de o fazer, mesmo que as circunstâncias actuais não ajudem. A escrita sempre andou lado a lado comigo.

Um dia destes encontrei uma forma de fazer jornalismo de uma forma mais simples por ser digital. Já me inscrevi na plataforma e pretendo fazer história nesse meio. Se realmente resultar comigo, em breve falarei dela aqui. Pode ser que mais pessoas se interessem e que desta forma possa ajudar quem tem o mesmo sonho que eu.

Rainha das Insónias

Pelas insónias, ninguém se esquece da Rainha.
E todos sabem que esta personagem é minha.
Logo, veremos como se desenrola a história
desta que ficará para sempre na vossa memória.

Jovita Capitão Rainha das Insónias.

E assim vai o mundo...

E assim vai o mundo
caríssimo senhor Presidente.
Já não há emprego
para toda a gente.

E para os poetas como eu,
resta-nos apenas o céu.
Para contemplar e poetizar
numa noite de luar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Queridos leitores e amigos da Rainha, este poema vai de encontro a um grande tema da actualidade: o desemprego que existe massivamente em Portugal. Todos sabemos que este flagelo atinge todos os tipos de profissão, mas o que motivou a escrever sobre isto foi esta notícia, na qual o Actor Ruy de Carvalho, numa conversa com o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, diz que " Há muito talento à espera de trabalho".

E assim vai o mundo... Haverá alguma maneira prática de ajudar os Artistas deste nosso País? O que podemos fazer, Senhor Presidente? Bem...este tema dá pano para mangas. Há sempre alguma coisa a fazer, principalmente pelo próprio indivíduo que se encontra neste tipo de situação. Se a oportunidade não chega até mim, que tal criar as minhas próprias oportunidades? Se por um lado, existem entidades próprias para cuidar destas situações, também nós devemos ser mais proactivos enquanto nada acontece. Até porque o frigorífico não se enche sozinho, e ainda não vi dinheiro a cair do céu. Para reflectir! ;)

terça-feira, 28 de março de 2017

Chegou a hora!

Chegou a hora de escolher
entre ficar ou partir.
Chegou a hora de pensar
naquilo que me faz realmente sorrir.

Chegou a hora de retomar
os sonhos que ficaram para trás.
Chegou a hora de movimentar
tudo aquilo que me satisfaz.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Criação Literaria - As bolsas estão de volta

Queridos leitores e amigos da Rainha, fiquei muito feliz com uma notícia que li que tem tudo a ver comigo.

Luís Filipe Castro Mendes, actual Ministro da Cultura Português, fez hoje um comunicado importante para quem tem um gosto especial por esta temática.

Anunciou que vai haver investimento nas Bolsas de Criação Literária, o que significa uma oportunidade única para todos aqueles que querem enveredar por esta área, mas que até aqui não tinham possibilidades monetárias.

As Bolsas que foram criadas em 1996 e interrompidas em 2002, estão agora de volta para Autores sem trabalhos editados. Serão valorizados os trabalhos de Banda Desenhada, Literatura Infanto-Juvenil e obras de Ilustração.

Claro que eu vou participar. Vou estar atenta a todas as novidades que venham neste sentido! :)

Para mais informações podem consultar o seguinte link:

https://www.noticiasaominuto.com/cultura/763586/ministro-da-cultura-anuncia-reativacao-das-bolsas-de-criacao-literaria

terça-feira, 21 de março de 2017

Kick OFF LR e Show Case do Ricardo Carriço


Queridos leitores e amigos da Rainha, hoje fui buscar os bilhetes para o lançamento do novo Album do meu amigo, Actor e Cantor Ricardo Carriço.

Para quem ainda não sabe, o Ricardo Carriço é um dos Embaixadores da marca LR, que eu represento há mais de 2 anos. No dia 8 de Abril de 2017 vai haver um Evento dedicado à Empresa, onde algumas pessoas vão ser reconhecidas pelo seu trabalho,  com direito a assistir ao Show Case do Ricardo.

Os bilhetes são comprados através de qualquer Parceiro LR, caso já sejas parceiro podes sempre pedir directamente à empresa com uma simples encomenda dos teus produtos favoritos.

Eu vou lá estar, e tu?

segunda-feira, 20 de março de 2017

O amor é uma carta fechada

O amor é uma carta fechada.
Quando amamos ficamos vidrados.
Queremos beijar de olhos fechados,
senão não nos sabe a nada.

Mas de olhos fechados
não vemos o futuro.
Achamos que vai durar para sempre
e que ninguém se interpõem entre a gente.

Quão esmagados ficamos
quando descobrimos que nos enganamos.
Através do brilho que o olhar emite
queremos saber a verdade,
mas ele não nos permite.

Nada dura para sempre.
Embora pensemos assim
lutamos arduamente
para no altar dizer sim.

Mas antes de casar
já pode existir uma nuvem.
Uma daquelas que turva a visão
e que nos faz um dia dizer não
à pessoa que já nos fez feliz.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A vida é uma escola

A vida é uma escola
que nos ensina diariamente.
Para aprendermos
vamos cair certamente.

Depois de cairmos,
temos de aprender a levantar.
Muito pior fica aquele
que no chão quer ficar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 19 de março de 2017

Vontades antigas no pensamento.

Queridos leitores e amigos da Rainha, aquilo que mais me irrita na vida é as pessoas mais próximas acharem que desperdicei os últimos anos a escrever. Eu não desperdicei nada, aquilo que fiz foi dedicar-me a um sonho que julgo ser possível de alcançar. Antigamente, quem era reconhecido pela escrita eram aqueles que conseguiam publicar livros. Agora já não é assim. Existem variadíssimas formas de mostrar o nosso trabalho, visto que a tendência é maioritariamente digital. E ainda bem que assim é porque abriu-me portas para possibilidades nunca antes possíveis.

Por causa deste tema e da desvalorização do meu trabalho, penso que está na hora de fazer uma avaliação a ver se estou no caminho certo. Vamos a isto?

Sobre a Escrita:

Participação na Antologia Poética: Tertúlia da Gandaia II (Janeiro 2017)
Participação na Antologia Poética: Tertúlia da Gandaia (Fevereiro 2016)
Participação em prosa poética na primeira edição da Revista Literamundo publicada
em Novembro de 2014 no Brasil, disponível também online.
Participação em duas Colectâneas de Poesia em 2013 (“Namorar é preciso” e “Aqui há
poetas – Poesia sem gavetas”)
Escritora Freelancer desde 2012
Autora do livro: "A casa das Rosas" - Saga Infanto-Juvenil (Ainda por publicar)
Autora do Blogue: “Rainha das insónias” desde 2011 -
www.rainhadasinsonias.blogspot.pt
Poetisa desde 1994

Participações Sócio-Culturais:

Embaixadora Cultural Internacional no Movimento União Cultural desde Outubro de 2016
(Quarto cargo no Movimento, no qual faço parte desde Janeiro de 2014) num Intercâmbio
cultural entre Portugal e Brasil.
Participação activa em Eventos culturais e sociais: Apresentação de livros, Tertúlias,
Exposições de Arte, apresentação de negócios, etc.

Participação activa nos seguintes grupos de arte, cultura e literatura:
Movimento União Cultural desde Janeiro de 2014; Associação Gandaia desde 2013;
Solar de Poetas desde 2011;

Como podem ver, não fiz nada de jeito nestes últimos anos, nem contribui de forma realmente importante para a Cultura do meu País e além mar. Santa paciência!... Quem não valoriza isto, então valoriza o quê???!!!

Enfim, há sempre alguém que tende em nos colocar para baixo para tapar os defeitos que tem, de forma a sentir-se superior em relação a nós. Infelizmente temos de passar por isso, principalmente quando se trata de pessoas muito próximas de nós.

No entanto, e como é de esperar, eu não fiz apenas isto profissionalmente. Antes de 2011 trabalhei em várias áreas diferentes de modo a conseguir o meu sustento, tais como: Restauração, Saúde e Vendas.

E mais recentemente, em 2014, tornei-me parceira de uma empresa na área da venda-directa e do Marketing de rede, onde a minha principal função tem sido o recrutamento de novas pessoas de forma a ajuda-las a ter um rendimento extra com a empresa, trabalhando de forma independente.

Sinceramente, só não vê quem não quer. Claro que tenho algumas lacunas no meu currículo que quero colmatar este ano. Por exemplo, este ano decidi inscrever-me numa escola de condução. Sem dúvida uma mais valia tanto a nível profissional, como a nível pessoal. E muitas outras coisas quero fazer, mas cada coisa a seu tempo.

Gostava realmente que todos aqueles que me acompanham façam uma avaliação séria do meu currículo de forma a me ajudarem a perceber se realmente tenho valor e mérito pessoal naquilo que faço. Talvez, se abram outras portas para outras oportunidades que ainda penso que possam vir a existir para mim.

Concluindo, hoje tive vontades antigas no meu pensamento. Vontade de levar a minha escrita a um estado mais profissional e quem sabe voltar a pensar em editar aquilo que ficou para trás.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Empreender - Acróstico

Esta nova forma de estar no mundo
Mostra aquilo que somos capazes de fazer.
Podemos estar sem nada nos bolsos
Receando dificuldades nas coisas mais básicas
E queremos continuar a lutar porque sabemos que
Empreender é a melhor forma de sobreviver
Nada nos impede de avançar
Dificuldades vão-nos perseguir
Empreenderemos sem cessar
Rir-nos-emos no final, pois vamos conseguir.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Relembrando a Infância - O Vitinho


Lembro-me, como se fosse hoje, da época em que os meus pais me diziam: "Vitinha, já deu o Vitinho. Podes ir para a caminha." O Vitinho teve grande influência na minha vida durante anos e anos. E ainda hoje, sinto saudades de ouvir essa frase. Lembro-me que o genérico dava logo a seguir ao telejornal e era certo e sabido que aquele era portanto o momento do "xixi, cama". Hoje temos apenas o Vitinho da Rádio na Rádio Comercial e é por isso que voltei a lembrar-me deste personagem da minha infância. Saudades! Nessa altura ainda não tinha insónias, mas lembro-me de lutar contra o sono. Ele ganhava sempre. Até ao dia em que cresci e comecei a ter as preocupações de um adulto e foi a partir daí que as insónias apareceram. Felizmente, aprendi a transformar essas noites em momentos produtivos. Manias de artista! ;)

quarta-feira, 15 de março de 2017

Reflexão - A Era digital tem mudado o mundo.

O mundo evoluiu de uma forma tão rápida que muita gente não teve tempo de acompanhar. Acontece que existem 2 grupos de pessoas. As que vivem intensamente as mudanças da Era digital e as outras que vivem completamente agarradas ao passado, agarradas ao VHS da vida. E quando falamos com elas, elas conseguem fazer com que nos sintamos sem valor, visto serem maiores em número e por acreditarem piamente que o mundo continua o mesmo.

Hoje ouvi da boca de uma pessoa próxima, que devia arranjar um trabalho normal e que mesmo que eu procure não vou encontrar porque não sei fazer nada. Que passar a ferro seria uma boa ideia... mas que nem para isso teria jeito. Como é óbvio, tive dificuldades em responder adequadamente porque fui apanhada de surpresa e a pessoa em questão não quer o meu mal certamente, mas fiquei a pensar no significado dessas palavras e cheguei a uma conclusão.

No tempo da pessoa que falou comigo, ou seja, há 70 anos atrás, como era o mundo? Era muito diferente não era? Não havia internet, não havia televisão ( se havia era a preto e branco e existia 1 ou 2 canais), não se viajava com facilidade para outros Países, para comunicar com pessoas em lugares distantes só era possível por carta ou por pombo correio.

Então, porque motivos devo eu ficar chateada, se a visão da pessoa em questão está direcionada para o passado? Não vale realmente a pena chatear-me com isso. Mas é interessante pensar nisto porque o valor de uma pessoa nada tem a ver com o canudo que ela tem. Independentemente dos estudos, da classe social, do ambiente em que vive, todos nós temos acesso à informação. E isso não nos faz, nem melhores, nem piores. Apenas vivemos a vida de forma diferente, porque a nossa visão também é diferente.

Voltando àquilo que me foi dito, a experiência que já adquiri serve para perceber que não se pode dar ouvidos a tudo aquilo que nos é dito. Mais vale reflectir primeiro e extrair apenas o lado melhor que essa mensagem nos possa proporcionar. Passar a ferro não é mais, nem menos digno para quem executa essa tarefa. Mas a minha experiência de vida passa pela comunicação com os outros, seja de forma digital, seja dando palestras ou formação, ajudando outras pessoas a melhorarem as suas vidas. Eu própria estou num processo de autoconhecimento constante. Este foi o caminho que eu escolhi! :)

Sofro por ti

Quantas noites sem dormir à tua espera...
Quero acreditar que o destino não nos trai.
Mas se um dia fores embora desta terra
lembra-te que quem não dorme também vai.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 14 de março de 2017

Nova Vida - Acróstico

Novo é o que está por vir
O que ainda não conheço chegará
Vou acreditar em dias melhores
Alvorada vibrante se levantará

Vivo cada momento com intensidade
Idealizo o futuro vivendo no presente.
Digo, pois, a verdade a toda a gente
Acredito numa vida nova, sem ansiedade.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 13 de março de 2017

Dengaz - Lisboa e Porto



Queridos leitores e amigos da Rainha, estou completamente rendida à música do Dengaz. E vamos poder vê-lo brevemente quer no Coliseu de Lisboa, quer no Coliseu do Porto, com a participação de outros artistas como a AHYA Band, Richie Campbell, Agir, Tatanka, Matay LS e PLUTONIO.

Podes comprar o teu bilhete aqui: https://www.bol.pt/Comprar/Pesquisa?q=Dengaz

Só por hoje.

Queridos leitores e amigos da Rainha, já ouviram esta expressão? Só por hoje! Sim, só por hoje não me vou chatear, só por hoje vou pensar em mim, só por hoje vou fazer aquilo que gosto, só por hoje vou estar em paz, só por hoje, só por hoje...

Só por hoje, remete-nos ao aqui e ao agora. As pessoas que vivem desta maneira têm menos probabilidade de desenvolverem doenças e vivem muito mais tempo do que as outras.

E só por hoje quero viver desta forma. Amanhã direi o mesmo. E assim sucessivamente até criar o hábito de viver no presente. Hoje, só por hoje, quero ser feliz!


Venteja lá fora.

Venteja lá fora.
Toda a gente dorme menos eu.
Os pensamentos vagueiam na minha cabeça.
Vêm uns e desaparecem outros sem que eu peça.

Venteja lá fora.
Rodopiam as folhas das árvores, cansadas por causa do peso dos ninhos.
Onde os passarinhos já dormem com os seus filhinhos.

Venteja lá fora.
E também, dentro da minha cabeça, venteja.
Qualquer que seja o pensamento, lá está o vento
a espalhar as ideias, enquanto festeja num contentamento.

Venteja lá fora.
E o vento envolve-se numa dança radical.
Tanto, mas tanto, que quase parece um vendaval.

Venteja lá fora.
E eu pergunto-me se vou conseguir dormir esta noite.
Se não conseguir descansar, ao menos tentarei decifrar
o sabor das conversas que o vento me traz.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 12 de março de 2017

Sobre este fim-de-semana

Queridos leitores e amigos da Rainha, este fim-de-semana praticamente estou em casa, então pensei em actualizar o blogue. Hoje, apeteceu-me escrever mais coisas do que habitualmente.

Quando estou mais sozinha dá-me para isto. Mas até é bom porque a Rainha é tudo aquilo que eu sou. Sou eu mesma, sem filtros. É por isso que regresso sempre a esta casa. Isto é meu, mas também é de todos os leitores que por aqui passam e se identificam com a minha forma de estar e de ver o mundo. Agradeço o facto de continuarem desse lado. :)

sábado, 11 de março de 2017

Guia de Bricolage Leroy Merlin - Grátis em Março


Hoje, enquanto conversava com um amigo, dei conta que isto existia. Durante o mês de Março podes pedir o teu Guia de Bricolage totalmente gratuito e em tua casa. Se gostavas de reformar a tua casa e tens sempre ideias novas de decoração, não podes perder esta oportunidade. Eu já pedi o meu e assim que o tiver faço uma resenha sobre ele.

Mais informações Aqui!

Comemoração de aniversário da Rádio Comercial


Queridos leitores, na próxima segunda-feira dia 13 de Março comemora-se o trigésimo oitavo aniversário da minha rádio preferida, a Rádio Comercial.

A propósito, a rádio vai estar a percorrer o País de norte a sul para estar com os ouvintes. Nesse percurso que vai ser feito em directo, vão existir mini concertos gratuitos em 6 cidades diferentes.

Como gostava de estar presente em todas eles! Mas como não é possível resta-me desejar os parabéns à Rádio Comercial pela boa disposição logo pela manhã, pela música, pelos artistas que lá passam e principalmente por fazerem parte da minha vida há cerca de 22 anos. Quem sabe se um dia nos cruzamos, na rua ou mesmo nos estúdios da Rádio. Seria um privilégio conhecer-vos.

Roupas usadas - vender ou doar?

Queridos leitores e amigos, este ano uma das minhas vontades é mudar de casa. E por esse motivo ando a fazer uma limpeza geral àquilo que não interessa deixando só o essencial. Sim, já vos tinha dito isso no início deste ano. Mas agora faz ainda mais sentido porque se aproxima a passos largos a dita data. ;) Assim Sendo, tenho dedicado algumas horas às roupas que já não visto e fiz uma selecção de algumas peças que até estão em bom estado, provavelmente posso vende-las. Vocês conhecem algum site onde seja mais fácil vender roupas em segunda mão? Existem também outras peças que provavelmente vou doar. Não me servem, ou cansei-me de as vestir. Mas ainda podem servir para quem precisa. Conhecem alguém que tenha essa necessidade na zona de Lisboa? Ou mesmo instituições que sejam fiáveis onde possa enviar algumas roupas? Agradeço a vossa ajuda neste sentido. Por um lado desocupo o espaço, por outro lado posso ajudar quem mais precisa! :)

Perdes-me

Perdes-me aos poucos e não te apercebes.
Mudas a forma como te moves, pelos outros.
A confiança que outrora havia dissipou-se.
E a forma como olho para ti alterou-se.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A nossa essência

Mas que mundo é este que desconheço?
Mas quem são estas pessoas?
Pode alguém mudar na sua essência?
Não. Mesmo que espere com paciência.

Nós tratamos os outros como nós somos.
O que somos por dentro é a nossa essência.
Somos também feitos aos gomos
e para entender isso, não há ciência.

Somos camadas de isto e de aquilo.
Mas quando vamos descascando.
Escondida entre as camadas está a essência.
O resto nós vamos mudando.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias

sexta-feira, 10 de março de 2017

Preciso de tempo

Preciso de tempo
para descobrir
quem diz a verdade
ou está a mentir.

Preciso de tempo
para decidir
o que fazer ou não
a meu bem entender.

Preciso de tempo
pois não tenho tempo
para tanto jogo.

Preciso de alento
Preciso de respostas
Socorro!

Não sei quem está certo.
Não sei quem está errado.
Tampouco sei
quem está do meu lado.

Preciso de tempo
Preciso de espaço
para me livrar
de qualquer embaraço.

Preciso de entender
no tempo certo
o que é simples e concreto.
Só o tempo me vai responder.
Ainda está tudo em aberto.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quinta-feira, 9 de março de 2017

Sobre o Dia da Mulher

Queridos leitores e amigos da Rainha, hoje tirei o dia só para mim. Arrumei as tralhas, deitei fora aquilo que já não me fazia sentido e cuidei da minha beleza. Foi um dia só meu, sem ninguém a interferir. De vez em quando espreitei o facebook, para ver as novidades. E no final do dia ainda assisti a mais uma Webinar de Saúde com o Dr. Jorge Santos.

Cheguei à conclusão que podemos viver apenas na nossa companhia. Nós mesmos somos os nossos melhores conselheiros. Às vezes é importante parar de ouvir os ruídos exteriores para dar realmente atenção às nossas necessidades.

terça-feira, 7 de março de 2017

Sobre ciclos

Eu nunca fui muito dada a acreditar no destino. Sempre achei que somos nós que o fazemos dependendo das nossas escolhas, no entanto li algures que se está a fechar um ciclo e que os próximos 6 meses vão ser importantes para definir a minha vida daqui em diante. Se é verdade ou não, só saberei daqui a algum tempo, mas sinto realmente que existe um ciclo que tende a querer encerrar. Um sentimento de melancolia apoderou-se de mim de tal forma que as insónias voltaram em força e o mais engraçado é que não me sinto incomodada com isso. Passo horas deitada na minha cama a reflectir sobre as minhas escolhas, fazendo a retrospectiva de tudo aquilo que já foi, mas que já não é. Ou talvez ainda seja, mas as certezas que eu tinha dissiparam-se e querem levar-me para outros caminhos. E eu, será que quero mesmo seguir esses caminhos? Não sei. Nunca se pode dizer nunca. No entanto, aquilo que me faz viver ainda existe e isso ninguém me tira. A escrita faz-me perceber quem realmente sou. É uma identidade intrínseca. Por esse motivo decidi dedicar-me ainda mais ao blogue nesta fase de indecisão, de reflexão, de interiorização. Contem comigo para os próximos anos. A Rainha vai continuar por aqui.

Sete anos

Sete anos. Para uns não é nada, para outros é tanto! Para mim, sete anos, se é muito ou pouco, depende muito da situação. Sete anos numa criança significa o desenrolar da sua personalidade, já não é um bebé mas ainda precisa de apoio. Já está crescida, mas ainda precisa da orientação de pessoas mais experientes. Assim é o meu blogue que está mesmo quase no seu sétimo aniversário. Há sete anos atrás eu desconhecia o mundo dos blogues e não fazia ideia que se podia ganhar dinheiro com isto. Quando comecei, só queria partilhar com o mundo as coisas que eu gosto de fazer, principalmente a nível literário. A escrita já é mais antiga e por me acompanhar sempre em praticamente todas as fases, não podia deixar de me acompanhar também na blogosfera. Embora já tenham passado sete anos e eu tenha aprendido muitas coisas interessantes nesta área, sinto que ainda sou uma criança à procura do sonho o qual alimento todos os dias. Ainda preciso de aprender com blogueiros mais experientes. Mas também confesso a minha satisfação por ter aguentado o blogue durante todo este tempo. É preciso gostar mesmo daquilo que se faz para que a consistência seja uma coisa absolutamente natural. É como se uma vontade de fazer as coisas crescesse dentro de nós e nos ditasse as ideias que temos de colocar em prática, dia após dia. Sinto-me feliz pelo facto de ter criado a Rainha das Insónias. Sei que nem sempre consigo partilhar novas ideias convosco. Por vezes apenas desabafo certos aspectos da minha vida actual. Sendo que muitas vezes é a poesia que prevalece quando os sentimentos vêm à tona. Sete anos! Sete anos de sonho direccionados para eventos culturais, para a literatura em si, para a poesia e para uma ou outra reflexão sobre a vida. Como já disse anteriormente, ainda sou uma criança com muito para aprender e certamente para ensinar. A ideia é continuar por cá enquanto me for possível e isso significa que tenho de continuar a alimentar o sonho. Quero agradecer a todos vocês que continuam desse lado a acompanhar aquilo que faço. Obrigada por acreditarem em mim apesar das insónias e espero que continuem a identificar-se com esta personagem que pouco dorme durante a noite. Esta criatura estranha que escreve umas coisas a que chamamos de poesia "quase" contemporânea. Só uma pergunta: podemos ser amigos por mais sete anos?

segunda-feira, 6 de março de 2017

És metade de algo, ou és inteiro?

Gostava de poder ficar em silêncio. Parar a mente e não falar nada por tempo indeterminado. Reavaliar o que ando aqui a fazer e assim ficar, nesse estado, absorta nos meus pensamentos. Só assim poderia voltar, após um longo tempo de meditação, sabendo quem realmente sou, acalmando o coração. Não podemos ser aquilo que não somos. Um peixe jamais será águia. Um urso, nunca será uma cigarra, um leão nunca será um texugo e um papagaio nunca será um gato. Enfim, para quê tanto teatro se o que levamos desta vida é absolutamente nada e aquilo que fica é a imagem daquilo que tentamos interpretar? Podemos ser o que quisermos, mas convém que o queiramos ser de todo o coração, pois se desejamos só metade, metade também seremos. E quem é que gosta de metades? Não é muito melhor ser inteiro?

Arruma a tua casa

Arruma a tua casa.
Deita fora todo o lixo.
Recomeça de novo.
A vida é mais do que isto!

Pensa em ti.
Pensa nos teus sonhos.
Não precisa de te apagar
para os outros alumiar.

Tens luz própria.
És independente.
Não precisas da aprovação
de toda a gente.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Momentos de Reflexão - Acredita em ti e no teu sonho.

E se tudo aquilo em que acreditas fosse questionado? E se depois de um esforço tão grande ainda dissessem que falhaste, que a culpa é tua, que foste teimosa, que não tinhas de lutar tanto assim? E se de repente depois de dar o tudo por tudo, talvez esse tudo não fosse suficientemente bom? O que farias? O que pensarias? O que eliminavas da tua vida? A pessoa que te falou assim, ou o percurso de luta e fracasso?

Acontece que cada fracasso traz uma aprendizagem consigo. Acontece que não temos de ser Mulheres ou Homens perfeitos. Acontece que sempre que uma andorinha cai, outra se eleva nos céus. Acontece que nada acontece por acaso nesta vida. Acontece que não tens culpa se as coisas não correram como esperado. Acontece também que existem sanguessugas à espreita para ver se tu cais e se te aleijas. Existem falsos amigos preocupados contigo porque ainda precisam de ti. Existem pessoas com pele de cordeiro por fora, mas por dentro são lobos vorazes, capazes de te matar se possível for. Pior ainda é que matam os teus sonhos. Sugam a tua esperança. Fazem-te pensar que és uma pessoa má, burra, sem noção da realidade, desvalorizam-te para se sentirem superiores a ti.

Afasta-te deste tipo de gente. Livra-te enquanto a lua ainda está no alto céu. Pois, só desta forma é que poderás ver o nascer do sol, o nascer de novos sonhos, o renascer da tua autoestima, o renascer de uma nova esperança.

sexta-feira, 3 de março de 2017

Ouve o teu coração

Quando a dúvida surgir
ouve o teu coração.
Ele sabe reagir
apesar da confusão.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

O nó!

Nesta esfera chamada Terra
sinto-me só.
Fico em silêncio, à espera
que alguém desate este nó.

Que me sufoca na garganta
e me impede de gritar.
E que espanta a alegria
deste meu olhar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 1 de março de 2017

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Adeus Fevereiro

Fevereiro deixa consigo a saudade dos primeiros 60 dias do ano. Significa que temos apenas mais 10 meses para conseguirmos alcançar as nossas metas de ano novo, estou certa? Pois bem, Março está mesmo, mesmo a chegar. E com ele novos desafios. Estás preparado para contemplar a vida com um sorriso no rosto deixando para trás aquilo que correu de forma menos favorável? Então, vamos a isto!

Exposição de Pintura



Queridos leitores e amigos da Rainha, de 4 a 26 de Março estará presente em Lisboa uma exposição de Pintura no seguinte espaço: Elos Clube de Lisboa. Sinceramente não conheço o local, mas faço intenções de conhecer visto ter recebido um convite por parte do meu amigo Raúl Ferrão. 

No próximo Sábado lá estarei, se não tiver nada que me impeça, a partir das 16h da tarde para assistir à apresentação deste projecto cultural.

Quando o sonho é maior.

Quando o sonho é maior que o sonhador
e a semente, maior que o semeador
os efeitos são notáveis!

Quando fazemos as coisas por amor
Quando no peito sentimos calor,
nossas acções são formidáveis!

Quando a tua visão for maior que o medo
nenhuma paralisação te fará sentir quedo.
Tudo farás para conseguir
mesmo que te tentem impedir.

A tua determinação é o teu maior segredo.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Vamos falar sobre confiança.

Por vezes sentimos necessidade de confiar, mesmo que as evidências provem o contrário. Por vezes sentimos vontade de largar tudo, na esperança que tudo volte ao normal. Mas as coisas nem sempre são como pensamos. Nem em nós mesmos podemos confiar, quanto mais nos outros. Somos imperfeitos e assim continuaremos até não podermos mais cá andar. Emanuel Kant certa vez disse: "A amizade é semelhante a um bom café. Uma vez frio perde o sabor original." Acho que ele tinha razão.  

Carnaval


Queridos amigos e leitores, feliz dia de folia para quem a pratica. Eu, pelo contrário, tenho este ano como o principal para realizar coisas que deixei para trás e como tal não tenho muito tempo para pensar em festas. Claro que eu gosto de me divertir, mas há coisas muito mais importantes. Os próximos meses vão ser cruciais e não quero desviar a minha atenção. Acreditem que esta postura é por uma boa causa! :) Entretanto, feliz carnaval para quem o aproveita bem!

Se entretanto mudar de ideias, talvez poste umas fotos giras deste dia. ;)

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Florbela Espanca

A Florbela não espanca ninguém
mas a poesia tem esse poder.
Depende de quem a estiver a ler.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

O meu vício

Perguntaram-me o que é que eu fumo
visto escrever coisas enigmáticas.
Pensam que fiquei maluca
mas só escrevo coisas sensatas.

A escrita é para mim um vício bom.
Daqueles que me faz querer mais, e mais.
Há quem diga que é um dom
não acessível aos demais.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A tela

Quando olhas para uma tela
o que vês realmente nela?
O que eu vejo é o reflexo
de tudo aquilo que sou.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Lá vou eu outra vez

Lá vou eu outra vez.
Nesta roda curiosa
como se os porquês
fossem apenas cor-de-rosa.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

O meu serão

Gosto de passar um bom serão a ouvir música ao mesmo tempo que leio um bom livro ou ao mesmo tempo que escrevo. Essa é uma das melhores formas de me abstrair do mundo real e entrar num estado mental propício para a criatividade. Muitas vezes sintonizo a Rádio Comercial e assim fico até adormecer. É assim que carrego as baterias para conseguir ter energia no dia seguinte. Hoje não é excepção. Escrevo enquanto ouço música, já que procuro sentir-me um pouco mais aconchegada, menos sozinha. É também nestes momentos que consigo tomar as melhores decisões, já que a minha mente se encontra mais límpida e transparente. Esta solidão induzida acaba por me fazer bem. :)


quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Para quê desistir?


Se tens um sonho
não desistas de o realizar.
Pode não ser fácil, demorar.
Mas o final vai te agradar.

Se desistires agora
vais certamente deitar fora,
horas e horas de dedicação.
Não passes por esta vida em vão.

Para quê desistir
se ainda há tanta coisa a fazer?
Um dia ainda vais rir
pois, boas coisas vão acontecer.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

A Chave da Saúde - Mantenha-se saudável sem medicamentos



Queridos leitores e amigos da Rainha, existe uma razão muito forte que me liga a este tema, e como tal não podia deixar de partilhar este momento convosco. No próximo dia 25 de Fevereiro às 14,30h vai ser lançado no Hotel Meliá Ria em Aveiro este livro fantástico! Eu não vou poder estar presente neste dia, mas vão haver mais apresentações, nomeadamente em Leiria, Coimbra e Lisboa. Eu estarei apenas em Lisboa.

O autor do livro chama-se Jorge Teixeira dos Santos e é uma pessoa extraordinária. Conheci-o há cerca de 2 anos atrás numa formação sobre Saúde e Nutrição, que tem a ver com a empresa que represento actualmente.

Não deixem de ir a esta apresentação, pois a vossa saúde depende disso. O Dr. Jorge é uma pessoa que vale mesmo a pena conhecer.

Atenção que para adquirirem este livro têm de se inscrever como parceiros da LR, porque este livro é exclusivo para todos os parceiros. Caso tenham alguma dificuldade a fazer a inscrição no site, falem directamente comigo que eu ajudo.

http://www.jovitacapitaopt.gruposaibaviver.com/inscricao-aqui

Se forem ao lançamento do livro, depois digam-me o que acharam! :)

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Coisas Importantes

Quatro dias sem vir ao blogue. Quatro dias de inatividade por aqui, mas repletos de trabalho. Por isso estou perdoada, certo? ;) Espero que sim, porque eu nunca abandono a Rainha.

Lembram-se dos objectivos que traçaram quando o ano começou? E então, estão a fazer alguma coisa para os tornar realidade? Faço estas perguntas, não para vocês me responderem mas para terem noção daquilo que ficou apenas no papel dos desejos, mas que ainda tem pernas para sair por aí andando...

Eu estabeleci poucos, porém grandes, objectivos. São coisas que eu já devia ter feito há 10 anos atrás mas que decidi fazer agora. E não são nada complicados de fazer. Já dizia o poeta que: " Quando o Homem sonha, o mundo pula e avança".Bora lá realizar coisas importantes nos próximos meses! :)

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Desenvolvimento pessoal - Livros ou YouTubers?

Queridos leitores e amigos da Rainha, cada vez mais me interesso por tudo o que tem a ver com desenvolvimento pessoal.

Os livros pelos quais me rodeio todos os dias, são cada vez mais práticos e fazem com que eu melhore a cada dia como pessoa. Não quero dizer com isso que não cometo erros. Aliás, só não comete erros nenhuns quem não faz nada. Mas eu, sou uma pessoa inquieta. Gosto de aprender e de executar coisas novas. Sendo que ultimamente tenho tentado colocar em prática alguns dos ensinamentos desses livros.

Além de livros, sou uma ávida consumidora de vídeos do YouTube dentro do mesmo tema. Já sigo algumas pessoas e fico fascinada com as coisas interessantes que ando a aprender. Ainda assim, sei que os vídeos não substituem os livros. No entanto, os vídeos facilitam a memorização dos conceitos.

Dentro desta área específica, desenvolvimento pessoal, quais os melhores youtubers que posso seguir? E quais os livros que devo obrigatoriamente ler?

Aceito sugestões! :)

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Rádio Comercial - Dia Mundial da Rádio



Hoje, no dia Mundial da Rádio, lembrei-me de falar de algo de que gosto particularmente. Eu sou ouvinte assídua das manhãs da Rádio Comercial. Aliás, gosto da Rádio Comercial como um todo, mas "As manhãs" fazem-me acordar com toda a energia. Sim, um dos meus despertadores é o meu rádio. (Sim, tenho vários despertadores). Mas adiante... quero apenas agradecer a esta esta Rádio que é tão especial para mim há tantos anos. Obrigada por existirem! :)

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Nunca desistas! - Bom fim-de-semana!


"Uma das ilusões da vida é a de que o momento presente nunca é o decisivo. Escreva no coração que todo o dia é o melhor dia do ano."

Ralph Waldo Emerson.


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

É preciso acreditar!

É preciso acreditar.
Lutar sem desanimar.
Fixar os olhos no futuro.
Querer transpor o muro.
Sair do lugar
mantendo o porto-seguro,
mas avançar
com um destino traçado,
começando devagar
mas sempre motivado.
É preciso acreditar,
querer ir mais além.
É preciso sonhar,
ter fé como ninguém.
É preciso criar
sonhos e pontes com os outros,
e apreciar
todos os bons momentos.
Valorizando os sentimentos
das pessoas à nossa volta.
É preciso acreditar
que um dia vamos lá chegar.
É preciso evoluir, aprender a fluir
como a pena de um escritor antigo
cuja escrita é o abrigo
nas noites mais frias e cinzentas
ou nas mais velhas sebentas
que levávamos para a escola
com textos enormes
que alguém escreveu ali.
Sim! Tens de acreditar em ti!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Novidades de S. Valentim

http://bit.ly/catmensal

Queridos leitores e amigos da Rainha hoje quero dar a conhecer todas as novidades do catálogo da marca LR para o mês de Fevereiro onde podem encontrar presentes interessantes para oferecer às vossas caras-metades. Basta clicarem no link para abrirem o catálogo. Se tiverem interesse em adquirir algum destes produtos falem directamente comigo, visto que sou Parceira desta empresa há mais de 2 anos e como tal conheço bem as mais valias desta marca.

Podem entrar em contacto comigo aqui no blogue ou através do meu contacto pessoal: 926321035

Que importância tem o teu nome?

Queridos leitores e amigos da Rainha, hoje trago um tema que acho bastante oportuno mas que raramente é abordado nos meios de comunicação. Que importância tem realmente o teu nome?

O meu nome é Jovita Capitão e o nome do meu blogue é Rainha das Insónias. Gostava de vos explicar o porquê de eu estar hoje a falar sobre isto. É que ao longo da nossa vida deixamos uma marca com o nosso nome. E esse nome pelo qual somos conhecidos, diz muito sobre nós. Claro que não é apenas pelo nome que conhecemos uma pessoa, mas é por aí que se começa.

Há muitos anos atrás, a minha mãe disse-me: " Se queres ter amigos, tens de saber o nome deles". Eu, quando era pequena tinha muita dificuldade em fixar nomes. Aliás, ainda tenho. Mas fui apendendo a lidar com isso, fazendo um esforço sincero para conhecer as pessoas que estão à minha volta. O nome, pode não ser o factor mais importante numa pessoa, mas é importante no sentido de nos lembrarmos mais tarde, quem é fulano ou beltrano.

E como eu estava a dizer, deixamos um rasto com o nosso nome em tudo o que fazemos. Queiramos ou não, as pessoas à nossa volta vão criar rótulos sobre nós devido às experiências que têm connosco, com o nosso nome. É por isso que ouvimos as pessoas dizerem: "fulano é assim, beltrano é assado".

Que tipo de nome gostavas de construir? Queres que as pessoas te conheçam de que forma? Eu por exemplo gostava que as pessoas que me vão conhecendo se lembrem de mim como alguém que gosta e defende a Cultura, que ama escrever, que se interessa e apoia a área do empreendedorismo, interessada em aprender coisas novas. Gostava que um dia se lembrassem da minha escrita e que um dia dissessem que aprenderam alguma coisa comigo. Que se lembrem de mim como uma pessoa positiva, alegre e sonhadora.

Rainha das Insónias é apenas o nome que eu escolhi para o meu blogue. Se tenho insónias? Sim, tenho. Se as tenho todas as noites? Não. Se fico triste por ter insónias? Não, porque aproveito para exercitar a escrita. Será que as insónias podem ser positivas? Claro que sim. Desde que não afetem o normal funcionamento da pessoa em questão. Quando começam a afetar a vida profissional, social e pessoal do indivíduo que as tem, aí está o caldo entornado. Mas gosto de pensar que tudo tem uma explicação. Quando não consigo dormir, aproveito para escrever sobre aquilo que me está a incomodar nesse momento e depois sim, já consigo sossegar. Às vezes também me acontece trabalhar até tarde e por isso perco o sono. E já que não tenho horários a cumprir, não fico tão preocupada com isso. Se não dormir de noite, terei de dormir de manhã. Nem que sejam 3 ou 4 horas, que para mim já é o suficiente para me aguentar em pé ( não esquecendo de tomar pelo menos um café).

Jovita Capitão foi o nome escolhido pelos meus pais. Eu gosto do nome que tenho e é assim que gosto de ser lembrada. Não é um pseudónimo. É o meu próprio nome. Quem é a Jovita Capitão? Além de ser autora deste blogue e de escrever há mais de 20 anos, estou a desenvolver um projecto na área da venda directa e do marketing de rede há 2 anos e alguns meses. Se gosto do que faço? Sim, gosto.

Mas também tenho defeitos, não tenho apenas virtudes. Sei que os meus defeitos irritam a sério as pessoas que me conhecem, principalmente porque não percebem por que faço o que faço. Mas existe alguém perfeito? Conhecem alguém? Eu também não! :)

Queridos leitores, como conclusão deste assunto quero apenas dizer-vos o seguinte: um bom nome constrói-se com pequenas acções praticadas todos os dias. Se queremos ser melhores pessoas, temos de ser verdadeiros connosco. Temos de saber o que queremos e para onde vamos (nem sempre isso é possível, mas vamos tentar, ok?).

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Liderança - Acróstico

Liderar, não é mandar os outros fazer.
Indiferença, também não é liderança.
Dificilmente pessoas deste mesmo tipo
Estão habilitadas a transmitir esperança.
Rosnam aqueles que não sabem liderar...
Afinal de contas só te querem ver cair.
Não fazem um esforço para acreditar.
Caem na sua própria onda de azar. Mas, o

ADN de um verdadeiro Líder é o AMOR.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Tertúlia da Gandaia - Lançamento da II Antologia



Queridos leitores e amigos da Rainha, é com muito prazer que vos falo na II Antologia Poética da Associação Gandaia, a qual foi lançada hoje e na qual mais uma vez participei. Todos vocês já sabem que a poesia é uma das minhas grandes paixões de vida e quando tenho oportunidades como esta, faço questão de estar presente. Abaixo estão mais fotos do Evento. Obrigada a todos aqueles que acompanham o meu trabalho literário aqui no blogue. Beijinhos a todos!





sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Tempestade

A Tempestade foi no mar
mas eu fiquei em terra.
Não me atrevi a desafiar
os perigos que ele encerra.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Os perigos do mar

As ondas batiam nos cascos
dos barcos ancorados à beira do mar.
A orla de espuma abraçava a areia
numa dança bem ligeira e irregular.

As gaivotas agitadas gritavam.
Os transeuntes as portas fechavam.
As ruas ficaram desertas.
Vivalma não vi por lugar nenhum.

O rugidor ameaçava galgar o seu lugar.
Talvez estivesse farto de esperar
pelas promessas de muitos heróis
que ficaram apenas pelas palavras.

Já não há respeito pelo mar.
É possível que a revolta seja de direito.
Pois, muitos lhe querem desafiar,
além de lhe faltarem ao respeito.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Sente!

Sente o bater do meu coração
como se fosse o teu.
Sente o calor da minha mão
como se fosse a tua.
Sente o vibrar da minha emoção
como se fosse explodir de entusiasmo.
Sente a força do meu coração
quando olho para ti.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem vergonha

Não tenhas vergonha daquilo que és.
Não esperes que os outros te venerem.
Eles deviam gostar de ti assim.
Tu não és como os outros querem.

Olha para o espelho e vê as virtudes.
O que vês dentro de ti é mais importante.
Deixa que as escolhas ditem o que vales.
E que as renúncias sejam ainda mais relevantes.

Não tens de dizer sempre que sim ao mundo.
Não tens de ser uma toalha de xadrez
com um padrão na asa.

Tens de ser tu mesma perante ti e os outros.
Apenas aquilo que sentes no coração
dita as regras da tua casa.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.


Cuca Roseta em Caneças


Queridos leitores e amigos da Rainha, no próximo dia 5 de Fevereiro a Associação SOLAMI faz 25 anos de existência. Por esta razão haverá uma gala musical com a presença da Cantora Cuca Roseta. O Evento vai realizar-se na Sociedade Musical e Desportiva de Caneças.

A intenção da Associação é a angariação de fundos, por essa razão a entrada terá um custo de 10€ por pessoa.

II Antologia Poética da Gandaia


Queridos leitores e amigos da Rainha, a próxima tertúlia vai ser já esta sexta-feira onde vai ser apresentada a II Antologia Poética da Gandaia com Poetas Portugueses, na qual eu também participo.

A apresentação vai ser realizada no Auditório do Centro Comercial: O Pescador, na Costa de Caparica.

Entrada Livre.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

domingo, 29 de janeiro de 2017

Submissão - Acróstico

Subi uma falésia de cabeça baixa.
Untei os pés com manteiga crassa.
Bati com a cabeça numa pedra.
Mas aguentei e continuei a subida.
Isso não devia ser assim (pensava...)
Subi na mesma, sem questionar.
Subi na mesma, mesmo ferida.
Aguentei só porque sim.
O que aconteceria se não o fizesse?

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Reflexão

Existem caminhos. E nem sempre esses caminhos que escolhemos são o melhor para nós. No entanto, percorremo-los de olhos fechados. E quantas vezes existe aquela vontade de voltar para trás e dar aquele grito de guerra dizendo basta e dizendo bem alto que aquele caminho fica por ali! Mas às vezes, não existe alternativa. E dizemos sim, quando queremos dizer não. E dizemos Não, quando na verdade queríamos dizer Sim! Mas por quê? Porque somos nós masoquistas ao ponto de andarmos às avessas com o mundo? A pergunta fica no ar para quem quiser responder. Só por acaso, alguém já reflectiu por que motivos às vezes nos perdemos dentro de nós mesmos? Por que será que não procuramos a luz nessas alturas? A escuridão é imensa, mas persistimos em continuar porque alguém nos disse que tem de ser assim. Mas por quê? Vale a pena reflectir.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Quando a noite abafa o dia, chamo a lua.

Quando a noite abafa o dia
chamo a lua para iluminar
os caminhos por onde ando
os lugares onde me encontro.

Quando a noite abafa o dia
chamo a lua para ser minha amiga.
Ela aparece muito brilhante
sorridente e triunfante.

Quando a noite abafa o dia
chamo a lua. Já não me sinto só.
Ficamos as duas a contar as estrelas.
E só nós duas ficamos a vê-las.

Quando a noite abafa o dia
chamo a lua para dançar.
Ela não dança, só rebola
e começa a inventar.

Quando a noite abafa o dia
é hora de ir dormir.
Mas eu não quero ir para a cama
Quero apenas me divertir.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

A Rainha apoia o Concurso Acredita Portugal


Queridos leitores e amigos da Rainha, é oficial: O Blog "Rainha das Insónias" é um dos Parceiros do Concurso Acredita Portugal que se realiza todos os anos com o intuito de apoiar projectos de jovens empreendedores no nosso País.

Este ano, recebi o convite para apoiar esta iniciativa e aqui estou. Como vocês sabem, um dos meus interesses pessoais é o empreendedorismo. Se este estiver ligado à área Cultural, é "ouro sobre azul". A Rainha, não podia ficar indiferente a esta iniciativa.

Para saber mais acerca deste concurso de talentos empreendedores basta clicar aqui!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Que a paz, seja a primeira a falar.

Ninguém gosta daquilo que desconhece.
Dentro do peito cresce um medo absurdo.
Um fulano parecido com o Adamastor
faz-se presente, quedo e mudo.

A ansiedade faz-se sentir
e a língua quer espingardear
com aquilo que lhe parece levar
para um mundo de pernas para o ar.

Mas quando finalmente descobre
que não havia nada a temer
o ser humano parece que encolhe
e envergonha-se daquilo que pensou dizer.

Haja alguém sério neste mundo!
Que a verdade seja clara como a água!
Que nem por um segundo
se faça o mundo, espingardear.
Que a paz, seja a primeira a falar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Réstia de esperança


Quando as cigarras cantam
numa madrugada qualquer
enchem deveras de encanto
minha alma de mulher.

Levanto-me maravilhada
enquanto vejo o nascer do sol.
Já na rua noto a geada
que se espalha pela estrada
num caminho de fole.

E percorro a paisagem com o olhar
de alguém que também já foi criança.
Dou por mim, saudosa, sem conseguir falar...
Mas há sempre uma réstia de esperança.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

O Rio e a Ponte



Há um rio que nos separa.
Mas existe uma ponte que me dá esperança.
Existe uma luz que dentro de mim descansa.
Existe uma vontade maior que não para.

Esse rio que corre tranquilo
também tem ondas que o cercam.
Ventos que levam os barcos para longe...
Mas a ponte continua lá.

Cruzamos caminhos tantas vezes!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.


Arquivo do blogue