Traduza para o seu idioma

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Hoje, as pedras são as protagonistas da minha insónia.

Não consigo dormir. Já é a terceira noite que fico em claro. Assim que fecho os olhos a minha mente não para de me dar palpites de como a minha vida devia ser. Fico tonta, a cabeça começa a andar à roda e fico com a sensação de vertigem. Tenho de me levantar! Não me adianta ficar deitada a assistir à dança do meu cérebro a noite inteira. Preciso de colo. Preciso de um abraço bem forte. De alguém que me diga que está tudo bem. Os livros que leio já não me saciam, os vídeos do you tube também me deixam cansada. Em última instância recorri ao blogue para aliviar o meu coração. Quero mesmo acreditar que está tudo bem. Mas como? Como conseguir acreditar nisso, se tudo o que minha mente faz é lembrar-me das pedras que fazem parte do meu caminho? Como posso eu desobstruir o meu caminho? Para onde arremesso as pedras que me querem fazer tropeçar? Ou será melhor construir com elas algo melhor? Um castelo? Talvez Pessoa tenha razão. Mas não é fácil construir um castelo num lugar tão áspero. E quem é que disse que a vida seria fácil?

Sem comentários:

Arquivo do blogue