Sigam o meu blogue! Tenho sempre novidades!

Traduza para o seu idioma

sábado, 3 de agosto de 2013

Conheça o Escritor António Castro

Queridos leitores e amigos da Rainha, hoje lembrei-me de falar sobre um grande amigo e e Escritor de nome: António Castro. Conheci o António no Facebook através do Grupo "Roda d´Arte " do qual eu também faço parte. Surgiu a oportunidade de o conhecer pessoalmente por altura da apresentação do seu livro: "No Reino dos penteados". Foi interessante visto que o mesmo referiu o meu blogue: Rainha das insónias, sem eu estar à espera. Feito que teve um efeito bastante positivo nos meses seguintes nas visualizações e nos comentários.


Agora, deixo-vos com a Biografia do Professor e Escritor António Castro, que recebi pelo próprio.

"António Manuel Antunes de Castro nasceu em Luanda em 1959 e reside no funchal desde 1982. Licenciado em história, possui o Diploma Superior de Língua Francesa e o Curso de Língua e Cultura Italiana. Foi aluno da Faculdade de letras do Porto, da Universidade Italiana de Perugia, do Instituto Italiano, do instituto Português do Porto e da Escola Superior de Educação João de Deus, onde obteve pós graduação em Gestão administrativa escolar. É Professor de Português e História e nos últimos anos tem estado destacado na Divisão de Educação do Município do Funchal. António Castro, publicou o seu primeiro Livro: « Poemas» aos catorze anos de idade, contando já com quase três dezenas de obras publicadas. Para além da participação em Antologias e outras obras colectivas (em Lisboa, em Itália e na Madeira).
A sua poesia foi publicada em Itália (colecção Orchidee), País onde foi galardoado com três Prémios Literários (1989, 2000 e 20129) e está traduzido em Língua Francesa.A sua escrita percorre a poesia, o conto, a crónica, o romance e a Literatura infantil. É autor de letras para canções, tendo participado em diversos festivais em Portugal e na Europa, nomeadamente o "Zecchino d´ Oro" (Itália), o "Canzoni dal Mondo" (Itália) e o "Ti amo" (Roménia). Recebeu vários prémios de "melhor letra" em Portugal, Itália e Roménia. Na R.A.M. foi autor da letra de várias canções vencedoras do Festival da Canção Infantil da Madeira e do Festival da Canção do Faial (Açores).
Desenvolve actividades de promoção do livro e da leitura. acredita ser possível e desejável o desenvolvimento de projectos Literários comuns no âmbito da Literatura em Língua Portuguesa.
"Da minha Rua...chego até à Lua", é o seu livro mais recente e a sua trigésima Publicação".

Segue-se a lista das Obras Publicadas pelo Escritor:

«Poemas», 1974
«Cântico Poético», 1983
«Ser Criança», 1988
«Mar Amor Ilha», 1989
«Viaggio all’Amore Universale», 1989
«Contos», 1990
«Cantamos para ti», 1991
«História em histórias», 1992, com Pedro Rebelo
«histórias com História» , 1992, com Maria Elisa de França Brazão
«Calheta – Roteiro Turístico e Cultural», 1993, com Maria Elisa de França Brazão
«Calheta – Natureza em Fascínio», 1999, com Maria Elisa de França Brazão
«Já não há trapos… E os velhos não existem…», 1999, com Maria Elisa de França Brazão
«Santa Cruz – Voos de asa…na Ilha», 2000, com Maria Elisa de França Brazão
«Santa Cruz – Vols d'aile… sur l'Île», 2000, com Maria Elisa de França Brazão
«No Baú da Criação», 2002, com Maria Elisa Brazão e Maria Hiolanda Vieira
«Novas histórias com História», 2004, com Maria Elisa de França Brazão
«Mala de Aprendizagem: Manual de Língua e Cultura Portuguesas», 2006, com outros autores
«Maior do que a Lenda», 2008
«Livro de Todos: O Mistério do Texto Roubado», 2008, com autores brasileiros
«Leituras Soltas», 2008, com outros autores
«Funchal, uma promessa de Vida», 2010
«Água, Passaporte para a Vida», 2010
«Uma Amizade com Asas», 2010
«Banda Recreio Camponês – A Memória de 100 Anos em Concerto Intemporal», 2010, com Silvina Serrão
«Lendas da Madeira para Crianças», 2011, com outros autores
«A Fogueira Dorme na Bruma», 2011
«SPM: 30 Anos em Defesa da Classe Docente», 2012, com Elisa Brazão
«Na Asa da Ilha...», 2012
«No Reino dos Penteados», 2012
«Da Minha Rua… Chego até à Lua», 2013



Para mais informações sobre a Escrita de António Castro consulte a seguinte página que se encontra no facebook: https://www.facebook.com/Professor.Escritor






As borboletas

Que me adianta correr atrás das borboletas
se elas não se deixam apanhar?
Mais vale entreter-me com as letras
e tentar simplesmente sossegar.

Talvez o sossego as faça voltar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Saudade!

A saudade deixa na lembrança
aquilo que já foi bom outrora.
E este coração de criança
vive numa saudade, que chora.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A vida não é isto!

Caminho sozinha numa sombra
incertezas espreitam a toda a hora
às vezes a nossa vida tomba
e o coração de novo chora.

Tento esquecer o que sinto
morrendo neste absinto.
Torturando a minha mente
simplesmente eu pressinto
que a vida não é isto.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

João Pedro Pais - "Isto do amor"


Melancolia

Existe, no silêncio da alma
o que os espelhos não dizem,
as memórias do passado
e os sonhos do futuro.

Existe, uma melancolia cruzada
espasmos verbais inconscientes,
momentos negligentes
numa mente conturbada.

Existe uma leve angústia
camuflada pelo desejo.
A vontade de querer
de ti, mais um beijo.

Existe uma fé inusitada
de certo modo camuflada.
Pois, acreditar é sempre melhor
do que perder e desistir.
Isso, posso eu admitir.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sugestões aceitam-se!

Queridos leitores e amigos da Rainha, aceito sugestões de assuntos que possa abordar aqui no blogue. O que gostariam de ver publicado aqui? Que assuntos gostariam que eu abordasse através da escrita? A vossa opinião é importante!

Natiruts e Mónica Ferraz



Desfado - Para alegrar o fim-de-semana :)


quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Mensagem do dia.

Queridos leitores e amigos da Rainha, neste momento encontro-me a fazer uma formação na empresa PT Comunicações e por isso, não tenho escrito com tanta frequência, mais precisamente posts maiores e mais elaborados. No entanto, a Poesia está sempre presente como podem verificar. Não deixo de escrever, mas tenho de lutar pela sobrevivência. Enquanto isso, procuro uma solução de estabilidade financeira. Assim, o meu foco neste momento é dar a máxima atenção ao que estou a relembrar e a aprender. Sim, porque já tinha trabalhado na PT há algum tempo atrás e agora retomei esta viagem pelas Telecomunicações que eu gosto imenso. Eu acredito que com a motivação correcta tudo se consegue. É preciso é querer e nunca desistir.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Vida.

A vida leva-nos para campos estranhos,
para grandes e pequenos engenhos,
a fim de nos ensinar.

Aprendemos em cada passo que damos,
em cada dia que vamos,
em cada momento que decidimos avançar.

Vivendo a vida ao máximo,
sintonizamos cada passo
consoante as necessidades.

Viver é para todos,
independentemente dos engodos,
mas saber viver é apenas para alguns.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Enfrentar o Mostrengo

Quanto mais me conheço
mais me surpreendo.
Sei que vou sem medo
mesmo que encontre o mostrengo.

Nada mais me apavora.
Nada mais me faz moça.
Vou lutar por nós
até que mais não possa.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Chega de lamúrias.

Chega de lamúrias
de desculpas descabidas.
Chega de torturas
e de pálpebras caídas.

Chega de confusão
e de lamento.
Chega de discussão,
o que interessa é o sentimento.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Acreditar até ao fim!

Posso perder uma batalha
e chorar de raiva por não conseguir.
Mas a guerra não está terminada,
por isso tenho de prosseguir.

Não deixo que o tempo leve
aquilo que mais valor tem.
Não desisto de mim, de ti
Nem de ninguém.

Está na hora de levantar
a cabeça e os braços aos céus.
Agradecer a vida e o amor
pelos meus.

Não sei onde encontro forças
quando só eu vejo a solução.
Acreditar a té ao fim!
Essa é a minha missão!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Não Desisto de ti!

Não sou de desistir dos meus sonhos.
Não acho correcto esquece-los.
Quem sonha, acredita e luta,
mesmo que não venha a vivê-los.

Não penses que desisto
antes de alcançar a meta.
Não sou tão prática assim.
Sou poeta.

E a poesia que me faz sonhar
é a mesma que me faz lutar.

Não desisto de ti!
Esquece os problemas,
vence os obstáculos
sem lamentações.

As expectativas frustradas
são meras invenções
de quem faz das fraquezas
as soluções.

Não! Eu não desisto de quem amo
Não desisto de quem um dia me fez feliz.
Não desisto tão facilmente!
Ainda sou dona do meu nariz!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

domingo, 28 de julho de 2013

Reflexão de hoje.

As mudanças exteriores, espelham as interiores.

Jovita Capitão.

O vazio.

Apenas o vazio ficou.
O silêncio na Avenida.
O meu coração se fechou.
e criou-se uma ferida.
E com ela, por defeito,
veio uma rima perdida.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Nada mais importa, agora.

A luta contra o tempo.
O vento, o frio e o vazio.
Nada importa agora.

A incerteza, a distância...
que desapareçam sem demora.

Nada mais importa agora.
Só o meu coração chora,
aberto ao meio com uma cicatriz.

Não sei se as lágrimas que verto
merecem tal desconforto.
Tal prisão e desgosto.

Calo-me. Esqueço. Atravesso o deserto.
Enlouqueço. Estremeço. Será que mereço?

Mas nada mais importa agora.
Só o silêncio fica.
Que a verdade venha sem demora!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Arquivo do blogue