sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Qual o objectivo da vida?


Queridos leitores e amigos da Rainha, cada vez tenho mais certezas que viemos a este mundo por alguma razão, mas quanto à razão principal penso que é genérica. Viemos para deixar uma marca na vida das pessoas que nos rodeiam. Principalmente, para inspirar os outros com a nossa própria história. Para dar força aos outros quando estiverem a sofrer. Ou simplesmente para fazer sorrir alguém que passa por nós num determinado momento.

Se assim não fosse, não conseguiria perceber o propósito da vida. Sendo que a vida é demasiado curta e por vezes tão injusta, valeria a pena existir se o nosso propósito maior não fosse ajudar outras pessoas? Deixo a resposta ao critério de cada um. E quero agradecer a algumas pessoas que têm feito a diferença na minha vida, desde há uns anos para cá. Não preciso de referir nomes, eles sabem quem são! :)

terça-feira, 2 de agosto de 2016

O valor da Vida

Não somos nada.
Somos pó.
Somos um sopro
que faz girar a mó.
A mó é a vida
que nós conhecemos.
O pó a saída
que desconhecemos.

De que vale acordar
todos os dias a lamentar?
De que vale acordar
sempre a discordar?
De que vale a raiva, o ódio
a vingança ou a maldade?
Se um dia tudo acaba
e acaba-se a vaidade?

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Visita ao Museu Colecção Berardo


Queridos leitores e amigos, ontem tive a oportunidade de visitar o Museu Colecção Berardo que se situa em Lisboa, na zona de Belém.

Fazendo um à parte ao Museu, quero pedir as minhas desculpas por não aderir prontamente ao desacordo ortográfico. Faz-me uma certa comichão a retirada da letra c na palavra Colecção. Por isso, é natural que aqui encontrem algumas coisas que para uns é considerado erro, mas que para outros é a mais natural forma de expressão nativa Portuguesa.

Quanto à exposição em si, achei alguns pontos de interesse. Gostei de ver uma representação do princípio da fotografia, onde pude ver a projecção de algumas imagens numa sala escura, sendo que o objecto em si estava exposto a um só foco de luz. A imagem aparecia reflectida ao contrário, ou seja em negativo.

Também gostei de alguns quatros que vi. Abaixo estão algumas fotografias que consegui tirar ao longo da visita.


Conseguem ver Lisboa neste quadro? :) É fantástico!



Se gostas de exposições de Arte moderna ou contemporânea, aconselho-te a visitar o Museu Colecção Berardo.

A entrada é gratuita!

Canção de amigo


Amigos fantásticos
são aqueles que tenho.
Trabalham imenso
e tomam banho.

E são pagos por isso
vejam só!
E eu também.
Não tenham dó.

Tenham só vontade
de nos acompanhar
nesta caminhada
tão salutar!

Trabalhar com amigos
quem não quer?
Venham todos connosco
e seja o que Deus quiser.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.