Sigam o meu blogue! Tenho sempre novidades!

Traduza para o seu idioma

sábado, 8 de agosto de 2015

O "LIKE" como vício

Queridos leitores e amigos da Rainha, hoje lembrei-me de falar sobre um tema bastante actual no qual a maior parte das pessoas se identifica. Tem Facebook? Então, faça like e partilhe esta postagem.



Fazer like é deveras um vício! Quem se envolve demasiado no mundo virtual, tem certamente alguma dificuldade em separar o mundo virtual, daquilo que é real. A pergunta é: até que ponto é prejudicial não separar os dois mundos? 

Bem, a nível pessoal posso dizer que dou por mim a fazer like na rua. Nada de mais. Acho até que se tornou um gesto banal e inofensivo. No entanto, como faço para conseguir verdadeiras amizades, se no mundo virtual podemos chamar AMIGO a qualquer um?

Esta é, sem dúvida, daquelas conversas que leva horas a ser desmistificada. Penso que, apesar de ser possível fazer amizades na internet, também é verdade que são bem poucas as pessoas que merecem o estatuto da amizade.

No meu caso, com 1645 "amigos" virtuais, é óbvio que faço uma triagem entre o " trigo e o joio".

Mas agora o leitor deve estar a questionar se eu prezo mais o mundo virtual ou o real. Bem, essa questão não é difícil de responder. Eu adoro comunicar através da internet. É uma forma de chegar a mais pessoas e um modo de divulgação visto que as áreas da Escrita e do Marketing são a minha praia e sem o mundo virtual seria completamente difícil chegar a tantas pessoas.

Em relação ao mundo real, confesso que sinto mais timidez, mais preocupação com aquilo que faço e com aquilo que digo. É difícil separar estes dois mundos tão diferentes, mas que se completam na nossa Era. Se prezo mais um que o outro? Não. São mundos diferentes. Porém, não posso negar que sou apaixonada por tecnologia.

E você, caríssimo leitor. Qual é a sua opinião sobre este assunto? Fico à espera dos vossos comentários!

Estou refém!

A minha vida tem fases
tal como a lua também.
Esta é aquela altura
em que me encontro refém.

Refém daquilo que me move
Refém dos meus sonhos.
Vou deixar que a vida inove
e que me transforme
todos os dias!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.


Arquivo do blogue