Sigam o meu blogue! Tenho sempre novidades!

Traduza para o seu idioma

sábado, 13 de setembro de 2014

Resposta ao desafio!

Não costumo alinhar em correntes. Não acho que seja algo que possa valorizar o meu precioso tempo, no entanto decidi alinhar num determinado desafio, até porque quem me desafiou é um amigo de longa data. 

O desafio foi o seguinte: criar uma lista de 10 livros que me tocaram de alguma maneira. A escolha foi difícil porque não consigo precisar ao todo quantos livros já li ao longo da minha vida, no entanto consegui escolher aqueles com os quais tenho maior afinidade.

  1. "Com a cabeça nas Nuvens", de Susana Tamaro
  2. "A noite das mulheres cantoras", de Lídia Jorge
  3. "Pessoas como nós", de Margarida Rebelo Pinto
  4. "A cidade das sombras", de Jeanne Duprau
  5. A viagem do Elefante", de José Saramago
  6. "Conversas de Escritores", de José Rodrigues dos Santos
  7. "As animadas Tertúlias de um Homem inquieto", de Jorge Nuno
  8. A saga: "Os Senhores do Universo" de Fernando Alagoa
  9. "Valorize-se, Organize-se!" de Cláudio Ramos
  10. "Nunca te distraias da vida", de Manuel Forjaz

Caros leitores e amigos da Rainha, já leram algum livro da minha lista?

Para concluir o desafio vou nomear 10 blogues para fazerem o mesmo! :)

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

O Tempo

Quando era criança
não ligava tanto ao tempo.
Pensava que faltava muito
para acontecer um contratempo.

Em criança o tempo era outro.
Era Primavera ou Verão.
Era Outono ou Inverno.
Passava todo esse tempo
às voltas no caderno.

Era tempo de acordar,
levantar e ir à escola.
Tinha tempo para brincar,
e tempo certo para deitar.

O tempo era relativo
e passava lentamente.
Não me preocupava com isso.
E estava sempre contente!

Porém, o tempo passou
e agora dou comigo a falar de tempo.
Coisas do tempo da avó e do avô.
Coisas do meu próprio tempo.

E o tempo apressou-se!
Nem deu tempo de perceber
que os anos passaram.
E eu, sinto-me a envelhecer.

Assusta-me esta pressa do tempo.
Não consigo compreender.
Se antes podia passar lentamente,
porque passa agora a correr?

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Eu tenho a poesia nos meus braços!

Eu tenho esperança,
eu tenho ideias,
eu tenho sonhos,
eu tenho o amor,
eu tenho sorrisos,
eu tenho abraços,
eu tenho a poesia
nos meus braços!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

A vida é uma caminhada solitária

A vida é uma caminhada solitária. Fazê-mo-la tropeçando em outras vidas, mas a história é sobre nós. Cada um de nós é uma fonte de desejos, uma fonte de virtudes e defeitos, uma fonte de valores, uma fonte de criatividade, uma fonte inesgotável de energia. No entanto, caminhamos como se precisássemos de uma bengala. Fazemos dos outros as nossas motivações e quantas vezes o nosso mundo cai porque as pessoas nos decepcionam. O que acontece logo após, às nossas motivações? Estas, também caem. Porquê? Porque não eram totalmente nossas. É certo que precisamos dos outros na nossa caminhada. É certo que temos o direito a viver de amor. É certo que somos seres sociais e que por isso contamos com os outros em algum momento da nossa vida. Mas fazer dos outros a nossa total motivação faz-nos viver uma vida de dependência. E onde fica a felicidade no meio de tudo isto? A resposta é óbvia: fica fechada numa gaveta. É difícil desapegarmos-nos daqueles que amamos. É difícil tomar um rumo diferente se amamos aqueles que se encontram num rumo oposto. A nossa cabeça quer seguir em frente mas o coração quer seguir o rumo inverso. Temos de ser capazes de nos desapegar de quando em vez. Amarmos mais a pessoa que reflecte no espelho. Amar todos os nossos traços significa caminhar de forma livre. Se não nos amarmos primeiro, como podemos amar os outros verdadeiramente? Estamos aqui, neste mundo, com algum propósito. Cada um de nós tem de descobrir qual é o seu. 

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Convite: Apresentação do livro "Deixa-me Amar-te" - de Rúben Correia



Queridos leitores e amigos da Rainha, estão convidados para assistir à apresentação do mais recente livro do Escritor Rúben Correia que terá lugar no dia 13 de Setembro, pelas 16 horas, na Galeria Abraço, situada na rua do Poço do Borratém, nº39, na Praça da Figueira, em Lisboa.

A Obra vai ser apresentada pelo Professor Marcelo Rebelo de Sousa e no fim, haverá um pequeno cocktail para todos os presentes.

Eu não sei se vou conseguir estar presente à hora marcada devido ao meu trabalho, mas vou fazer os possíveis para aparecer e parabenizar este ilustre jovem escritor que conheci há cerca de dois anos atrás, que já conta com algumas obras publicadas.

Apareçam! Vai, certamente, valer a pena.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Aniversário à porta.

Queridos leitores e amigos da Rainha, o meu aniversário está quase a bater à minha porta e dos 29 já não me livro. Por isso, nestes dias tenho pensado bastante naquilo que ainda não fiz e que gostava de fazer ainda antes dos 30 anos. 

Tenho visto alguns vídeos no youtube de pessoas que tiveram a ideia de criar uma lista de coisas que desejam realizar antes dessa data. Tenho agora a oportunidade de começar a fazer a minha lista e cerca de um ano para realizar tudo o que desejo.

Tenho vários sonhos que ainda quero realizar. Será que antes dos 30 vou conseguir concretiza-los?

Esta semana vou compor a minha lista de desejos e brevemente deixarei disponível aqui no blogue. Curiosos para saber quais são? Então, continuem desse lado!

Como aumentar a nossa reserva de energia

Existe na vida uma imensa variedade de possibilidades. Todos, sem excepção, podemos escolher o nosso rumo. Embora nem sempre os nossos valores pessoais coincidam com aquilo que está à nossa disposição. 

Eu sei qual é o meu caminho, muito embora tenha de fazer o esforço de contornar aquilo que me desagrada mas que é absolutamente necessário para o meu crescimento. Por isso tenho de saber fazer as escolhas da forma mais correcta possível. O que nem sempre é fácil pois, os obstáculos parecem cogumelos e bloqueiam a nossa energia. Por isso, há que procurar meios de aumentar a nossa reserva de energia. E como podemos fazer isso? A melhor forma de fazermos isso é por respeitar a pessoa que somos por dentro. 

Quem sou eu? O que gosto de fazer nas horas vagas? O que faria se o factor monetário não fosse problema? Sinto-me bem quando estou com muita gente ou prefiro passar momentos sozinho? Estas são apenas algumas perguntas que podemos fazer a nós próprios de modo a conhecer o nosso verdadeiro "eu" e dessa forma recarregar as energias que necessitamos para o dia-a-dia.

Por exemplo: Se aumenta a sua energia pessoal, a sua alegria, quando está com pessoas, deve procurar meios de socialização. Se, por outro lado, sente um aumento da energia e do bem-estar interior quando está sozinho deve arranjar tempo para si mesmo. Uma das coisas que recomendo é a escrita e a leitura. Faço isso constantemente porque gosto e porque me faz sentir bem.

Quanto mais aprendermos sobre nós mesmos, mais qualidade de vida podemos ter. A vida não tem de ser um fardo pesado, mas uma aventura de superação e auto-conhecimento. Acredito que só desta maneira podemos sobreviver às situações menos agradáveis que aparecem sem estarmos à espera. Por isso, é indispensável estarmos preparados reabastecendo a nossa energia o melhor que soubermos.

domingo, 7 de setembro de 2014

Boas energias

Setembro trouxe-me boas energias
Sossego e calma é o que preciso.
Encaixo sem reservas as manias
com tudo aquilo que mais desejo.

Firmo o meu pé na estrada
e caminho com perseverança.
Para que além, descubra a vida
que existe em cada mudança.

Boas energias se vive aqui
neste espaço repleto de poesia.
Firmarei aqui o meu coração.

Não deixarei que se extinga
nem a força que tenho,
nem toda esta harmonia,
pois, escrever é a minha paixão!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Rever as prioridades, mudança de sapato!

Ando a rever as minhas prioridades a ver se estão dentro do eixo ou se as tenho de guardar para mais tarde. Os ventos da mudança assim me obrigam. 

Decidi para já, concentrar-me apenas em quatro coisas, que são, no fundo, as mais importantes que não posso deixar de lado. Andei durante uns meses sem saber por onde ir, para além da escrita. Nada me atraía e quando achava que sim, algo corria ao contrário. Até que descobri um lugar honesto, simples e bastante útil que me permite sustentar-me não apenas um mês, mas a longo prazo. Depois, decidi voltar a estudar e vou fazê-lo conciliando os horários de trabalho. Além disso, tenho a Avon, que me pode dar de quando em vez algum lucro que transformo em produtos de uso pessoal. Mais importante que isso é a escrita, que continuarei a fazer até que os dedos me doam. Quanto ao resto, não terei espaço algum porque estarei concentrada nestas quatro coisas: Trabalho tradicional, Escola, Avon e Escrita. Se me sobrar tempo para mais alguma coisa posso tentar encaixar, mas se o número for pequeno é porque a Cinderela cresceu e já não calça mais esse sapato. 

A fazer as encomendas da campanha 6

Queridos leitores e amigos da Rainha, já ando a fazer as encomendas para a campanha 6 do catálogo da Avon. Desta vez, tive a sorte de ter clientes que me pediram produtos à discrição, o que me possibilitou aproveitar os ganhos para pedir algumas coisas para mim. Estou desejosa que eles cheguem para que os possa ver e sentir. São coisas que, se eu as pedisse numa loja tradicional ou num supermercado, custariam os olhos da cara como se costuma dizer. O valor seria bem mais elevado do que aquilo que posso realmente gastar. No fundo, pedi 13 produtos por apenas 5€. Dá para acreditar? Claro que sim. Graças à Avon, foi possível.

Estão curiosos para ver quais foram as minhas escolhas? Aguardem os próximos capítulos.

Entretanto, se quiserem fazer uma encomenda fiquem com o meu link pessoal de revendedora. Estou ao vosso dispor! :)

http://www.avon.com.pt/jovitacapitao

Arquivo do blogue