Traduza para o seu idioma

domingo, 28 de julho de 2013

Nada mais importa, agora.

A luta contra o tempo.
O vento, o frio e o vazio.
Nada importa agora.

A incerteza, a distância...
que desapareçam sem demora.

Nada mais importa agora.
Só o meu coração chora,
aberto ao meio com uma cicatriz.

Não sei se as lágrimas que verto
merecem tal desconforto.
Tal prisão e desgosto.

Calo-me. Esqueço. Atravesso o deserto.
Enlouqueço. Estremeço. Será que mereço?

Mas nada mais importa agora.
Só o silêncio fica.
Que a verdade venha sem demora!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue