Traduza para o seu idioma

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Crepitam as labaredas

Crepitam as labaredas triunfantes
queimando tudo à sua volta.
Não deixam nada de nada.
E para o ano ameaçam regressar.

Crepitam famintas, as brasas que ficam.
A cada ano às florestas se dedicam.
Se não fossem os Bombeiros, ao serviço?
Infelizmente há gente que não se rala com isso!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue