Traduza para o seu idioma

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Cidade Versus Aldeia

Na cidade, enfrento o trânsito
que teima em importunar
o dia-a-dia de quem passa
a pé, ou de carro a buzinar.

Na aldeia, toda a gente se fala
A vizinha conhece-me bem.
E quando preciso de ajuda
ela larga tudo e vem.

Na cidade, acordo tarde
pois dormir cedo não é o lema.
É assim porque à noite
ainda quero ir ao cinema.

Na aldeia, acordo com as galinhas
e milho tenho de lhes deitar,
senão estou feita ao bife,
elas vêm-me picar.

Na cidade o tempo voa
não há tempo para parar.
Se por acaso a roupa destoa
já não há tempo para mudar.

Na aldeia, os animais são o relógio
e o sol o nosso mapa.
A igreja é algo sagrado,
tão sagrada como o Papa.

Na cidade, é diferente.
É o salve-se quem puder.
A fé é ao Domingo
e o resto se Deus quiser.

Na Cidade ou na Aldeia
não interessa se sou feia.
O que interessa é ser feliz,
e ter uma vida à maneira.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue