Traduza para o seu idioma

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Como passam as insónias?

Queridos leitores. Hoje lembrei-me de escrever sobre uma questão pertinente: Como passam as insónias?

Esta questão vem a propósito de uma pesquisa feita por um leitor que procurava no Google obter uma resposta a esta pergunta. Acontece que nas suas pesquisas encontrou o meu blogue. Então pensei: O que posso eu fazer para ajudar estas pessoas que sofrem de insónias e que procuram respostas sobre isso?
A única maneira de ajudar é dar a conhecer a minha experiência pessoal. E como tal, aqui vai.

A minha experiência pessoal:

Eu criei este blogue, há cerca de quase dois anos, numa altura da minha vida em que passava por uma situação de desemprego. Andava com uma grande dose de stress por não conseguir arranjar nada e não sabia o que fazer. Não conseguia dormir ou acordava a meio da noite a pensar nos problemas que tinha de resolver. Como sempre gostei de escrever, decidi que era a altura certa de fazer algo diferente que me ajudasse a superar os desafios que tinha pela frente. De facto resultou. Tornei-me uma pessoa mais positiva dado que comecei a ter resultados a nível profissional que de outra forma não seriam possíveis para a minha escrita.

As insónias passaram? Na verdade não, mas o facto de ocupar o tempo de insónia a escrever, fez-me esquecer os problemas e o stress que sentia. Não é que eles tenham deixado de existir, mas ajudou-me a concentrar a minha mente no que é realmente importante e isso fez-me encontrar as soluções que eu precisava, mais rapidamente.

Como passam as insónias? 

Quando são crónicas, só passam com medicamentos. Mas se não fizer nada para se abstrair delas, de nada adianta encher-se de fármacos, porque na verdade elas podem voltar. No entanto, nada melhor que conversar com o seu médico para despistar quaisquer doenças associadas à dificuldade em dormir.

Se as insónias são temporárias e apenas incomodam de vez em quando, não há motivo para alarme. Examine as possíveis causas. Bebeu café antes de dormir? No dia seguinte tem uma apresentação importante e está ansioso(a)? Discutiu com alguém e está nervoso(a)? Está desempregado(a)? O bebé que acabou de nascer faz muito barulho? Os vizinhos do andar de cima quase mandam a casa abaixo? Bem, existem muitas razões para uma pessoa não conseguir dormir. Se a questão não é a saúde, então não se preocupe demasiado e faça alguma coisa útil até sentir sono de novo.

Espero ter ajudado.

Cumprimentos,
Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue