Traduza para o seu idioma

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Greve das Insónias

Hoje é dia de descanso
faço greve das insónias 
debaixo de um pinheiro manso
ficam apenas as memórias
das noites sem dormir.

Sim! Hoje quero dormir.
Vou-me aconchegar
vou, deste frio fugir
e amanhã vou madrugar.

Sim, hoje faço greve
e vou-me deitar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

2 comentários:

sarah vervloet disse...

Quem me dera ter tanta autonomia com meu próprio sono e ser como esse eu-lírico revoltado. Poema super legal! Abraços, Sarah V.

Jovita Capitão disse...

Olá Sarah. Obrigada pela tua visita e pelo comentário.

Um beijinho.

Jovita Capitão.

Arquivo do blogue