Traduza para o seu idioma

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Prisioneira

Chove torrencialmente lá fora.
Parece que alguém abriu o chuveiro.
E eu que tenho de sair...
Ninguém gosta de ficar prisioneiro
na sua própria casa
seja pela chuva, vento ou nevoeiro
seja por um dia de sol em brasa.

Lá fora um vendaval desmedido
tomou conta do território.
Se coloco um pé de fora
logo venho a correr para dentro.
Farei da casa um dormitório
E quem sabe, talvez um "comilório"
Será que aguento?

E o vento lá fora rodopia
fazendo uma dança com a chuva.
Se fosse uma dança com lobos
não me admiraria.
Pois parecem nervosos
os galhos das árvores.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue