Traduza para o seu idioma

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Reflexão do dia!

Estou pensativa. No meu entender o mundo desdobra-se de uma tal maneira que não o entendo na perfeição. Queria compreender melhor o sentido da vida., mas não me é possível tirar conclusões definitivas a esse respeito. Encontro-me apenas num momento de reflexão sobre ela. Sobre a vida que tenho e sobre aquela que não tenho mas que gostaria de ter. Não dei pelo tempo passar. Afinal, quase tudo nesta vida é relativo. Até o tempo. Não quero saber se concordam comigo ou não. Apenas quero deitar cá para fora tudo aquilo que me aflige. Tudo o que está intrínseco na minha mente. Estou numa confusão de ideias, repleta de personagens absurdos e inquietantes neste manancial de almas perdidas. E porque se perdem elas? Sei lá! Acho que isso também não é importante. Estou rodeada de monstros esquisitos com fome que estão prontinhos para devorar o elo mais fraco. Mas por quê? Também não sei se vale a pena saber. Às vezes as respostas às questões que tanto queremos devem ficar onde estão pois,por vezes, o sonho e a ignorância são melhores do que a realidade nelas contida. Não sei o que pensam os demais desta minha escrita frenética, que me inundou a mente e o caderno no Metropolitano de Lisboa. Só sei que hoje tinha de escrever isto. Absurdo ou não, tinha de deitar cá para fora tudo aquilo que me sufoca. Nem sempre posso escrever coisas bonitas. Nem sempre a criatividade joga a meu favor nessa direcção. Às vezes também é preciso assustar os fantasmas que nos assustam. É bom vê-los morrer num pesadelo transformado em sonho, onde a esperança é a maior força. Aquela que é capaz de me tranquilizar.

Queridos leitores, hoje deu-me para isto.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

4 comentários:

Ana Santos disse...

Olá Jovita.

Este teu post fez-me lembrar um poema que escrevi no meu livro e o titulo é mesmo o "Sentido da vida" ao qual chego á conclusão depois de voltas e voltas nas palavras que o sentido da vida é não ter sentido nenhum.

Beijinhos

Jovita Capitão disse...

Obrigada pelo comentário Ana, realmente é verdade, a vida por vezes não tem sentido. E concordo contigo quando dizes que o sentido da vida é não ter sentido nenhum. Cada vez tenho mais certezas disso!

Um beijinho!
Jovita Capitão.

Ricardo Pataco disse...

Em tudo na nossa vida, existem apenas dois lados.
O lado emocional e o lado lógico.
Nos momentos em que conseguimos controlar o lado emocional, então
passamos a seguir o que é lógico e é, nesse momento que descobrimos o verdadeiro sentido da vida.

Beijinhos Jovita.

Jovita Capitão disse...

Sem dúvida, Ricardo! :)

Arquivo do blogue