Traduza para o seu idioma

sábado, 20 de dezembro de 2014

O mendigo

Havia um mendigo
descalço e perdido
que já não pedia, a ninguém.

Tinha o orgulho ferido.
O seu ego havia morrido.
Nem sequer tinha sua mãe.

Quando dele se aproximavam
as pessoas punham-se a chorar.
Muitos lamentavam
mas não podiam ajudar.

Até que um certo dia
o mendigo sentiu, uma mão
no ombro nu
do seu velho blusão.

Uma criança irrequieta
correu que nem uma seta
e ofereceu-lhe um balão.

Ao que o mendigo sorriu e disse:
Pela primeira vez
alguém aqueceu
o meu triste coração.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue