Traduza para o seu idioma

sábado, 16 de novembro de 2013

Reflexão sobre a escrita e agradecimento aos leitores.

Dedico a minha vida à escrita desde que me lembro. Mas nem tudo são rosas. A maior parte dos meus manuscritos estão fechados em gavetas. Durante anos a escrita foi um hobbie. Uma forma útil de fugir às responsabilidades da vida e uma forma de ser eu própria num mundo criado por mim. Através dela sentia-me segura. Sentia-me dona de alguma coisa. Sentia que conseguia fazer tudo o que quisesse. As palavras permitem-nos voar e sonhar quantas vezes quisermos. Sem limites! A minha vida sem a escrita, seria uma vida sem interesse, vazia. Quase suponho que não passaria sequer do anonimato. Estaria destinada a ser para sempre uma flor igual às outras. Floresceria quando tivesse que ser e morreria tal como as outras sem esperança e sem destino. Felizmente, a escrita salvou-me. A escrita renova a minha alma a cada dia que passa. Nem sempre a inspiração aparece, mas ela existe nos momentos que mais preciso. Sempre que preciso transmitir uma ideia, lá está a escrita outra vez. Hoje em dia, já não penso na escrita como um simples hobbie. Ela é muito mais do que isso. Desde que criei a Rainha que a escrita passou a ser parte de mim como profissão. Não interessa se estou a fazer algo diferente. Não interessa se trabalho aqui ou ali, se estudo isto ou aquilo. A escrita sou eu como um todo. A minha escrita sou eu, a minha personalidade, as minhas opiniões sobre os mais diversos assuntos, as minhas emoções, as minhas ideias, o meu choro, o meu sorriso,... toda a minha essencia está relacionada com aquilo que escrevo. Assim, não importa o que diz o meu currículo. Não importa o grau daquilo que já estudei. Não importa o pouco que sabem a meu respeito. Importa apenas que aquilo que sou está implicito em cada palavra, em cada frase, em cada texto, em cada poema e em cada livro, quer tenha sido publicado quer não. Além disso, é importante referir que a escrita só faz sentido que houver quem a leia. Por isso só tenho de agradecer a todos os leitores e amigos da Rainha pelo tempo dedicado a ler o que publico. Sem vocês, a Rainha não era o que é hoje. São vocês, queridos leitores, que dão vida a cada palavra que escrevo, por isso hoje gradeço as quase 50.000 visitas no meu blogue. Obrigada a todos!
 
Jovita Capitão.

Sem comentários:

Arquivo do blogue