terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Não posso aceitar.

Não há nada mais amargo
que a acidez do teu coração
as pedras que hoje atiras
para ti mesmo retornarão.

Se não te conhecesse há muito
não te admitiria essa voz
não te guardaria nunca
naquele coração que é de nós.

Sentimento desastrado
este o meu. Tão esmagado.
Tão triste e sombrio.
E tu distante e calado.
E eu no meu desvario.

Distantes mas juntos.
Opostos que se atraem.
Porém os assuntos
por vezes nos traem

E eu nada posso fazer.
Apenas não posso aceitar
o que está a acontecer.


Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários: