quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Conversa com a chuva

Minha triste chuva
por que tanto choras?
Para lavar a terra
que pisas e exploras.

Minha triste chuva
por que não sorris?
Porque estou carregada
de tristeza por ti.

Minha triste chuva
carregada para quê?
Para te lembrar
de quem te não vê.

Minha triste chuva
quem me não vê,
não sabe metade
daquilo que crê.

Mas não chores mais
minha triste chuva,
o arco-iris vai surgir
na próxima curva.

Na próxima curva,
mas como sabes tu?
Não sei querida chuva,
sei tanto como tu.

Apenas acredito
que a sorte mudará,
quando menos esperar
assim se concretizará.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários: