Traduza para o seu idioma

segunda-feira, 6 de março de 2017

És metade de algo, ou és inteiro?

Gostava de poder ficar em silêncio. Parar a mente e não falar nada por tempo indeterminado. Reavaliar o que ando aqui a fazer e assim ficar, nesse estado, absorta nos meus pensamentos. Só assim poderia voltar, após um longo tempo de meditação, sabendo quem realmente sou, acalmando o coração. Não podemos ser aquilo que não somos. Um peixe jamais será águia. Um urso, nunca será uma cigarra, um leão nunca será um texugo e um papagaio nunca será um gato. Enfim, para quê tanto teatro se o que levamos desta vida é absolutamente nada e aquilo que fica é a imagem daquilo que tentamos interpretar? Podemos ser o que quisermos, mas convém que o queiramos ser de todo o coração, pois se desejamos só metade, metade também seremos. E quem é que gosta de metades? Não é muito melhor ser inteiro?

Sem comentários:

Arquivo do blogue