Sigam o meu blogue! Tenho sempre novidades!

Traduza para o seu idioma

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Palavras vulcânicas

A poesia desperta o vulcão que há em mim.
A lava percorre tudo com as minhas palavras.
Não há lugar em que elas não passem.
Voam quilómetros com as suas asas!

Se é bom ou não, só tempo o dirá.
Continuarei a escrever a ferro e fogo.
Incendiando à minha passagem
os corações onde elas toquem.

As palavras, já dizia o poeta,
fazem arder um coração apaixonado.
Mas que fazer, se dentro de mim
brotam selvas inteiras deste febril estado?

Não há nada a fazer. Ou pelo menos que eu saiba.
A poesia arde cá dentro e tem de sair em algum momento.
E para quê tentar impedir? Acaso será isso que me fará sorrir?
Não! Pelo contrário. Rebentarei se não falar sobre o meu sentir.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue