Traduza para o seu idioma

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Mergulho poético

Mergulho na poesia
e deixo-me purificar
das impurezas de um mundo
que teima em me paralisar.

Sou um espírito livre.
Amo quem me abraça.
Distancio-me apenas
de tudo o que é desgraça.

Quero mais do que respirar.
Escrever é o meu dever.
Por isso não posso parar,
senão deixo de viver.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue