Traduza para o seu idioma

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

A Era dos investigados

Nasceu uma nova Era.
A Era dos investigados.
Eram aqueles que se escondiam,
que agora são castigados.

Nesta Era de Salgados momentos
nem o dinheiro os salva.
Com ou sem monumentos
a investigação começa em casa.

Ou na asa,
de um certo avião.
Ninguém percebe, tanta antecipação
que se faz sentir em véspera de eleição.
Quem terá razão?
Não me pronuncio nesta questão.

Prefiro a minha poesia
que tanto prazer me dá!
Com transparência,
sem aparências,
com café ou com chá.
E já agora,
sem tristes insolvências.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

2 comentários:

Edumanes disse...

Não sei não, porque só agora,
essas tais investigações
tantas voltas terão dado à forma
com milhões de antecipações
para pagarem a tramóia
alguém a alguém terá dado milhões!

Já não vai lá,
nem com café
nem com chá
esperança e fé
alguém razão terá?

Gostei do poema,
parabéns poetiza
porque valeu a pena
te vir visitar Jovita!

Um abraço,

Carpe diem to me disse...

Investigados e bem!
Bjs

Arquivo do blogue