Traduza para o seu idioma

sábado, 26 de julho de 2014

A Despedida

Queridos leitores e amigos da Rainha, faço aqui a minha despedida para o mês de Agosto. Os tempos que se avizinham vão ser complicados. O dinheiro escasseia nas coisas mais básicas e não tenho a quem recorrer. As pessoas à minha volta reclamam que não fazem férias, ou que não têm tempo para nada porque trabalham muito, ou porque o dinheiro não chega para comprar aqueles sapatos que viram na montra. Ao contrário, eu não me costumo queixar mas sinto que tenho de ser honesta com os meus leitores. Não tenho condições para continuar a actualizar o blogue como de costume. Brevemente devem cortar a Internet e não poderei vir aqui nos horários habituais. Vou tentar utilizar os hotspots que existem em lugares públicos, mas apenas se for possível. Não gosto de pedinchar, mas vou ter de pedir dinheiro para transporte novamente. As coisas estão a ficar feias para o meu lado. Trabalho? Vai aparecendo de quando em vez, mas não é o suficiente para colocar comida na mesa, nem para as mais diversas despesas que vou tendo. Estou deveras triste com esta situação. Porque tenho a sensação de que o meu projecto de vida, o meu sonho, vai por água abaixo sem que possa fazer alguma coisa. Não conto com muita gente. As pessoas com que conto normalmente também não podem ajudar. E é com muita angústia que faço esta despedida temporária. Sim! Temporária, assim espero. Porque não há nada pior do que deixar morrer um sonho que tanto trabalho nos deu. Mas eu não vou desistir. Posso até adiar os meus sonhos, mas não me esqueço deles. E espero que seja uma ausência de apenas um mês. Faz de conta que vou de férias. Sempre é uma forma positiva de ver as coisas. Vou preparar-me para que em Setembro volte com toda a dinâmica que necessito para fazer a Rainha crescer ainda mais. Por vezes temos de fazer interrupções para nos organizarmos melhor. Quem sabe se até será bom?! Vamos ver. O que eu gostava é que acontecesse um milagre e que esta interrupção não acontecesse nunca. Vocês acreditam em milagres? Eu quero acreditar, mas estou demasiado desanimada e confusa para acreditar que algo extraordinário aconteça... Queridos leitores, vou continuar a escrever até que me falhe a Internet. Mas não vou desistir assim tão facilmente. Hei-de encontrar uma solução! 

3 comentários:

Mars disse...

Vou deixar-te uma mensagem de esperança:
- Para além dos hotspots as bibliotecas públicas têm computadores com acesso à internet que podes utilizar;
- Procura passar uns dias noutro local, em casa de familiares e amigos. Pode não saber ao mesmo que uma grande viagem, mas vais ver que ajuda;
- Viaja a ler livros :D
- Pensa muito no teu projecto de vida. Vais ver que não está assim tão pendente de um emprego certo e tradicional, e do dinheiro.
- Um sorrisinho, pode ser?

Jovita Capitão disse...

É verdade, existem outras formas de ter acesso à internet e outras formas de fazer coisas novas. Se calhar é isso mesmo que estou a precisar e a vida deu-me exactamente o que preciso sem pedir. Pois é,tenho de ser mais positiva, mesmo que o mundo desabe aos meus pés... Sorriso, Sempre! É minha imagem de marca. :) Obrigada pela visita e pelo comentário encorajador. Fiquei mais animada!
Beijinhos.

Anónimo disse...

De nada! - Mars

Arquivo do blogue