Traduza para o seu idioma

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Conversas de Escritores


" No céu. 
É lá que conheço José Saramago.
Num dia de Dezembro de 1998 voamos juntos para Estocolmo, onde ele vai receber daí a uns dias o Prémio Nobel da Literatura. Para chegarmos ao destino apanhamos na verdade dois voos. Não trocamos palavra no primeiro até Londres, uma vez que o avião vai cheio e ele segue em executiva, privilégio dos laureados, mas o segundo aparelho, que faz ligação até à capital sueca, encontra-se vazio.
Aproximo-me dele. A primeira impressão é a de estar perante uma pessoa entregue aos seus pensamentos. José Saramago senta-se sozinho num assento dianteiro, do lado direito. Parece-me uma pessoa contemplativa e introspectiva; fala pouco  e não olha para nada em especial, a não ser decerto para o que lhe vai pela cabeça.
Com algum descaramento pouso-lhe no regaço uns seis livros. O olhar contrai-se-lhe, como se regressasse de uma longa viagem mental..."

Assim escreve José Rodrigues dos Santos sobre José Saramago. Li e reli esta entrevista dezenas de vezes e não me canso. Primeiro porque se trata de uma entrevista efectuada por um jornalista que gosto muito, e segundo porque Saramago sempre foi uma referência para mim. Por isso, quando encontrei este livro, já não o larguei. "Conversas de escritores", é um livro especial. Trata-se de uma série de entrevistas aos mais diversos escritores que fazem parte da nossa história contemporânea. São pessoas bem formadas, cultas e com imensas coisas para contar. Só por ler as entrevistas, aprendi imenso com elas. Por essas e outras razões recomendo este livro.

Sem comentários:

Arquivo do blogue