Traduza para o seu idioma

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Como aproveitar as insónias de forma positiva.


Muitas pessoas sofrem de insónias. Umas mais, outras menos. Mas normalmente, a tendência é reparar nas consequências menos positivas das mesmas. Não é nada agradável ficar a noite toda de olhos abertos, sabendo que no dia seguinte tem tarefas a realizar que muitas vezes nos obrigam a levantar cedo. Quem acorda cedo para trabalhar, sabe exactamente daquilo que estou a falar. A sonolência que nos acompanha durante esse dia é inevitável sendo que as consequências negativas se tornam evidentes. Os sintomas mais comuns são: o cansaço, a fadiga, a sonolência, irritabilidade, dificuldade de concentração, etc. 

Eu também sofro de insónias. Diversas vezes adormeço uns cinco minutos e acordo logo a seguir tentando adormecer sem qualquer êxito. No entanto, aprendi a encarar as insónias de uma forma mais positiva. Não foi fácil, confesso. Nem sempre a disposição ajuda, mas temos de contornar isso. Vou explicar aquilo que costumo fazer quando não consigo dormir. Talvez consiga ajudar alguém que sofre do mesmo que eu.

Quando não consigo dormir, a primeira coisa que faço é levantar-me. Não adianta ficar tanto tempo deitada porque vou ficar amplamente frustrada por não atingir o objectivo referido. Assim, levanto-me e vou até à cozinha aquecer uma caneca de leite. O leite quente tem propriedades calmantes que nos ajudam a relaxar. As bolachas também acompanham bem. Mas não façam como eu, que escolho às vezes bolachas de chocolate pois, em vez de ficar relaxada ainda fico mais desperta.Se mesmo com o leite quente e as bolachas não conseguir dormir, volto à cozinha e escolho uma peça de fruta. 

Da cozinha, regresso ao quarto já com o estômago aconchegado. Se ainda assim não for suficiente para pregar olho, escolho um livro para ler. Mas atenção, escolha o livro mais chato que tiver na sua estante. Caso contrário, ficará tão entusiasmado com a história que vai acabar por despertar ainda mais.

Outra coisa que ajuda sempre é o ambiente do próprio quarto. Se estiver muito frio é natural que não consiga adormecer, se estiver muito quente também não ajuda. Mas isso varia de pessoa para pessoa, eu por exemplo, prefiro ter o quarto mais quente para me induzir ao sono. Nem sempre resulta, por isso tenho ainda outras estratégias. Por vezes olho para a agenda e vejo o que posso fazer àquela hora, visto que o silêncio é mais propício à concentração. Normalmente aproveito para escrever, já que é durante a noite que as ideias se multiplicam. Mas o leitor pode escolher o que melhor se adapte a si. Por exemplo, pode fazer o almoço do dia seguinte, pode passar a ferro, pode organizar os armários, pode ver um filme,... pode até acordar a sua cara metade se preferir. Acredite que é um dos melhores remédios para a insónia! 

Em circunstancias normais, posso dizer que as insónias podem ser positivas, desde que haja criatividade para as aproveitar. As melhores ideias surgem durante a noite. Aproveite esse privilégio e seja feliz. 

5 comentários:

Carpe diem to me disse...

Obrigado pelas dicas!
Quando não consigo dormir aproveito sempre para escrever! :)
Beijinhos

Pérola disse...

Todo o tempo pode ser aproveitado.

Que belas e práticas sugestões.

Beijinhos

Jovita Capitão disse...

Obrigada pela visita e pelos comentários. É muito bom saber que fui útil, no assunto sobre o qual escrevi. :) Beijinhos.

Eva Cristina disse...

Eu não tenho insónias. Quando me deito adormeço logo.
Beijinhos.
Eva.

http://detalhesdaeva.blogspot.pt/

Jovita Capitão disse...

Obrigada pela tua visita Eva. Fiquei mesmo muito contente de te ver por aqui! :) Beijinhos.