Traduza para o seu idioma

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Uma manhã na Rodoviária

Acordei cedo, despachei-me e segui viagem. Caminhei literalmente a pé até ao centro da freguesia para resolver a situação do passe. Tinha esperança que chegando lá fosse mais fácil. Mas não, tudo se complica. Explico a situação, procuro nos perdidos e achados, e a resposta é a mais temida. Não encontraram nada. Desanimada vejo as opções que ainda tenho disponíveis. Pedir uma segunda via. Retiro a prova de compra da carteira, mas a senhora do guiché diz-me que não é preciso. Admiro-me. Porque será que não é necessária a prova? Respiro fundo. 

- Qual é o custo da segunda via? - Questiono.
- São 7,50€ e está pronto em 7 dias! - responde-me a senhora. 
Passei-me!  - 7 dias? Mas eu preciso do passe para hoje!
- Então são 12€ e fica pronto em 24 horas.
- Hum... menos mal, mas é caro. - Respondo pensativa. - Bem, então significa que amanhã às 10h da manhã está pronto, correcto?
- Não. Só está pronto às 16h da tarde.
- Porquê? Acabou de me dizer que estava pronto em 24 horas.
- Porque é assim.
- É mesmo assim?
-Sim
-Mas porquê? - Insisto.
- Porque sim, política da empresa. - responde-me a senhora já farta de mim. E acrescenta. - Se quiser pode vir mais cedo mas não garanto que esteja pronto.
- Então como é que eu faço para ir trabalhar?
- Não sei.
- Como não sabe?
- Só se comprar bilhetes pré comprados 14 viagens são 20€.
- 20€ ? E dá para a rodoviária e para o metro?
- Não. Só para a rodoviária.
- Hum... deixe estar. Vou tentar resolver de outra forma. E quanto custa o passe para utilizar até ao fim do mês? Eu utilizo o passe combinado.
- São 49,15€
E dá até dia 19 do mês que vem?
- Não. Só até dia 30 deste mês.
- Mas porquê? Assim fica mais caro.
- É mesmo assim.
- Quer dizer que no  início do próximo mês tenho carregar novo passe com 49,15€?
- Sim!
- Não devia ser assim.
- É política da empresa. Nada posso fazer.

Desisto. Venho embora com a sensação que não foi tudo dito. Informo no trabalho que não consigo ir até ter o passe na mão.Que esta situação me sirva de emenda para não perder o passe outra vez...!

Sem comentários:

Arquivo do blogue