Traduza para o seu idioma

quinta-feira, 4 de abril de 2013

É pela escrita que eu vivo.

Fecho-me no meu mundo
para que possa renovar
todas as ninhas energias
e renovada possa voltar.

Prendo-me às ideias esquecidas
numa triste folha de papel
e dou vazão ao sentimento
que me adoça qual favo de mel.

Entranho no meu íntimo
aquilo que tenho de precioso.
A literatura é uma aventura
para todo o tempo ocioso.

É pela escrita que eu vivo.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue