Traduza para o seu idioma

domingo, 18 de dezembro de 2016

Palavras travadas

As palavras que eu quero escrever
ficam presas dentro da garganta.
Sofro porque preciso de falar.
Mas quem tem coragem de me ouvir?
Assim, prefiro calar tudo o que sinto,
mesmo que do meu coração escorra absinto.

Travo as palavras para que não tenham pena de mim.
Esqueço que a minha vida não é apenas um lindo jardim.
Travo aquilo que queria falar para que não sintas o que sinto.
Suspiro eu noites inteiras neste meu labirinto!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue