Traduza para o seu idioma

domingo, 4 de outubro de 2015

As Saudades!

Ah! Sinto saudades de tanta coisa! Por vezes fico numa melancolia de até dá dó. A vontade de chorar é inequívoca. Não há volta a dar. Os trinta anos já chegaram. Dizem que é aos trinta anos que a vida começa ( Eu ainda não vi nada). Mas também já entendi que mais de metade das coisas planeadas, não são para realizar. Muitas coisas ficaram pelo caminho antes de chegar aos 30. Que pena! Tinha tanto que fazer!

Mas, o mais interessante nesta história é que estou numa idade em que, por um lado a responsabilidade pessoal e social é maior, por outro lado ainda tenho tempo para agarrar nos projectos antigos e coloca-los em prática. Sim! A idade dos 30 não é um atestado de velhice, mas sim uma oportunidade de fazer mais coisas de forma mais inteligente. Será? Assim eu espero que seja.

Neste momento, olho para trás e vejo o tempo que perdi em coisas tão supérfulas. Também vejo que ainda vou a tempo de remediar algumas asneiras que fiz durante estes anos. Algo que nunca me arrependo é de escrever. A escrita vai estar sempre agarrada a mim e eu a ela. Somos irmãs! Não poderia ser diferente. 

Hoje, sinto saudades de tudo o que já escrevi, dos poemas, dos eventos culturais, de tudo aquilo que já fiz e pelo qual passei com a vontade de continuar. Também sinto saudades do blogue. Saudades de escrever todos os dias. Saudades de mim. Saudades de cuidar de mim de uma outra forma. As ansiedades da vida obrigam-nos ao pragmatismo. Obrigam-nos a procurar soluções diferentes daquelas que mais desejamos. Mas ainda tenho sonhos. Deveras, não vou deixar de sonhar.

Queridos leitores, hoje partilhei convosco apenas um estado da minha alma. Uma alma de trinta, que se sente com vinte e que gostaria de voltar aos 10 e fazer (quase) tudo diferente. Quero agradecer a vossa paciência com esta Rainha que ora desaparece, ora aparece apenas para poetizar, ora aparece para desabafar, com múltiplos pensamentos.

Espero que continuem desse lado! Um bem-haja a todos!

2 comentários:

marina maia disse...

E tantas saudades que eu tinha de te ler...
Beijinhos

Jovita Capitão disse...

Obrigada, Marina, pela visita e pelo carinho de sempre. Beijinhos!