Traduza para o seu idioma

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Continuarei a acreditar!

Não quero escrever algo banal.
Não quero enfrentar nenhum vendaval.
Comentários vãos fazem desanimar
quem, pelas mãos, luta para criar.

Não quero ser igual a ninguém.
Não é pelos outros que meu coração se sustém.
Simplesmente, dito o meu presente
sem, no entanto, estar ausente.

Não quero as guerras do mundo real.
Acredito num mundo mais natural.
Sem medos, suspiros ou ouros destaques.
Não quero prisões, nem outros ataques.

Quero ser livre de me expressar.
Queria ser pássaro, poder voar.
Seguir adiante sem desanimar.
Com ar triunfante, continuarei a acreditar!

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue