sexta-feira, 6 de junho de 2014

Relógio - Acróstico

Rodam os ponteiros do relógio
Em tombolas cintilantes
Longe estamos do tempo
Onde parávamos uns instantes.
Guarda o teu precioso tempo!
Inventa e reinventa com amor.
Ouves a melodia? Sentes o calor?

Não te distraias do tempo.
Ele não volta, quando voa.
É por isso que aproveitar o momento,
não é um conselho dado à toa.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários: