Traduza para o seu idioma

quarta-feira, 19 de março de 2014

Três anos depois, o que mudou?

Há três anos atrás, estava numa espécie de limbo laboral. Não sabia muito bem o que fazer na vida, precisava de trabalhar e estava desempregada. O que fiz? Dei voltas e voltas à cabeça em torno de uma solução plausível para resolver a minha situação. Encontrei-a? Bem, posso dizer que ainda não encontrei o lugar certo, mas estou mais perto de lá chegar do que estava há três anos atrás. 

A Rainha das Insónias nasceu numa noite de insónia. Na noite de dia 1 para dia 2 do mês de Abril de 2011, eu estava numa ansiedade tal que não conseguia dormir. Dava voltas e voltas à cabeça, e mais voltas e voltas na cama. Não aguentei. Levantei-me e decidi fazer algo por mim. Não sabia ainda muito bem o que havia de fazer, só sabia que alguma coisa tinha de mudar. Aquela situação era insustentável. Assim, após uns momentos longos de reflexão, já de madrugada, lembrei-me de criar um blogue. Sempre gostei de escrever. A minha vida não existe sem a escrita. Então, a melhor forma de inovar seria criar um blogue e escrever todos os dias o que me viesse à mente. 

Ao princípio, pensei que era mais fácil do que eu julgava. No entanto, fui percebendo ao longo destes anos que para manter um blogue é preciso manter a motivação. E por quê? Porque existem momentos em que o tráfego de visualizações é menor e nessas alturas, podemos ficar desanimados. Quem tem um blogue sabe que é assim. Mas, o segredo do sucesso, seja em que área for, é nunca desistir. Assim, foi criada a Rainha das insónias sendo adoptada como parte da minha vida. Comecei por escrever sem rumo definido. Depois, tentei encaixar-me em vários nichos de mercado. Mais tarde, enveredei pela área da poesia, da escrita, da literatura, da cultura e da arte. No fundo, passados três anos, dou conta de que a Rainha das Insónias, sou eu. Sou eu enquanto escritora, enquanto poetisa. Sou eu enquanto mulher. Sou eu, nas mais variadas formas. Neste momento, posso dizer que a Rainha é uma parte de mim que não estava visível a ninguém. O que a minha alma sente, a Rainha escreve.

Queridos leitores e amigos da Rainha, gosto desta forma de estar na vida. gosto da escrita nas suas variadas formas. Gosto de saber que a minha escrita pode ajudar alguém que precisa de respostas. Gosto de saber que a minha escrita é útil a alguém. Gosto de saber que a minha poesia é lida por tanta gente ao redor do mundo. Gosto de saber que valeu a pena ter criado esta parte de mim. Mas principalmente, gosto de saber que alguém algures por aí está a ler estas minhas palavras. É para mim um enorme prazer, saber que está desse lado.

Após três anos, o que mudou? A rainha cresceu e a Jovita Capitão também cresceu com ela. E juntas somos uma só. Somos poesia, escrita, cultura, literatura e arte. Estes anos serviram para amadurecer e acreditar ainda mais que os sonhos são possíveis de realizar se acreditarmos neles e tomarmos uma acção nesse sentido. Para o leitor que está a pensar criar um blogue, ou que já tenha criado um, desejo o maior sucesso do mundo. Um blogue é uma parte de nós que se encaixa na perfeição. Vale bem a pena tentar.

Quero agora agradecer a todos, o carinho demonstrado pela Rainha das Insónias e por mim. E convidar quem quiser a participar de um dia memorável. O terceiro aniversário da Rainha será realizado no dia 5 de Abril de 2014, na Casinha do Chá, na Costa de Caparica. Abaixo deixo o link do evento onde podem aderir caso estejam interessados. Apenas agradeço que confirmem a vossa presença até ao dia 30 de Março, pois o espaço é limitado.


Bem haja a todos.
Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue