Traduza para o seu idioma

segunda-feira, 22 de abril de 2013

As palavras - São elas que me escolhem.

Quantas vezes sinto vontade de melhorar aquilo que sou! Saio por aí, entro numa livraria e pego num livro ao acaso. Folheio as páginas uma a uma sem pressa, entretendo-me com aquilo que vou aprendendo. A cada virar de página aprendo mais sobre mim própria do que acerca do escritor ou das personagens. A leitura faz-nos melhores pessoas no sentido que podemos nos auto-descobrir e construir algo diferente a cada dia. A escrita também me modifica. À medida que aprendo sobre mim, vou escrevendo freneticamente sem que haja uma consciente escolha de palavras. As palavras - São elas que me escolhem e não o contrário. Na escrita existe uma necessidade premente de ir mais além, de descobrir mais e mais. Já a leitura é apenas um dos caminhos para a escrita. Porque a leitura dá-me uma consistência gramatical suficiente que me impele a escrever. Quanto às ideias, escrevo o que me vem à memória. Todas as coisas que já passei, que vivi e até o que gostaria de viver. A escrita é uma descoberta constante sobre mim, sobre os outros e sobre o mundo à minha volta.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue