Traduza para o seu idioma

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Os perigos do mar

As ondas batiam nos cascos
dos barcos ancorados à beira do mar.
A orla de espuma abraçava a areia
numa dança bem ligeira e irregular.

As gaivotas agitadas gritavam.
Os transeuntes as portas fechavam.
As ruas ficaram desertas.
Vivalma não vi por lugar nenhum.

O rugidor ameaçava galgar o seu lugar.
Talvez estivesse farto de esperar
pelas promessas de muitos heróis
que ficaram apenas pelas palavras.

Já não há respeito pelo mar.
É possível que a revolta seja de direito.
Pois, muitos lhe querem desafiar,
além de lhe faltarem ao respeito.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue