quarta-feira, 16 de março de 2016

Uma nova forma de amar

Numa insónia levantei-me
só para ver o luar.
Pelo caminho tropecei
na palavra mar.

O caderno abri
e comecei a escrever
um poema singelo
para toda a gente ver.

Junto ao mar
descobri uma letra
que se escondia.

Um pequeno "a" espreitava
e pouco se importava
se alguém se apercebia.

Peguei nele ao colo
e coloquei-o antes do mar.
Descobri com ternura
uma nova forma de amar.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários: