Traduza para o seu idioma

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

São nossos e precisam de nós!

Hoje levantei-me cedo. Queria aproveitar o dia ao máximo e assim fiz. Estava frio e uma chuva infernal mas segui o meu coração. Após passar na Sede da empresa onde trabalho, fiz questão de visitar as pessoas mais importantes da minha vida. Eles trouxeram-se ao mundo e chamam-se Pais.
Os meus não são muito diferentes de todos os outros, mas são meus e é isso que importa. 

Sinto que o tempo é ingrato. Não o tempo atmosférico, mas o tempo cronológico. Aquele tempo que nos obriga a olhar para o espelho e a estremecer com o reflexo por saber que já passou mais um ano. Tempo! É isso que mais me incomoda nesta vida. A falta de tempo para estar com aqueles que amamos. A distância que por vezes nos obriga a ficar num sufoco de saudade, ao mesmo tempo que a alegria de os ver é ainda maior.

Sim, sinto-me um pouco melancólica. Não sei se são os 30 anos, se apenas uma fase que vai passar. Sinto que ainda faço pouco em relação àquilo que gostaria de fazer. Enfim... quem seria eu se não me preocupasse com aqueles que me deram a vida?

Depois de sair fiquei a pensar por uns momentos e fiquei assim. Quero muito que 2016 seja um ano de trabalho, mas também de tempo para estar com aqueles que amo.

Hoje, também tive a oportunidade de rever a minha grande amiga Marta. Que grandes que estão os meninos dela! E são uns simpáticos! Gostei sinceramente da nossa conversa e espero conseguir planear algo ainda este ano.

A vida, não é só trabalho. A vida é para ser vivida em toda a sua plenitude. E isso passa por estar com a família, com os amigos e por fazer coisas de que gostamos. 





Sem comentários:

Arquivo do blogue