Traduza para o seu idioma

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Um ano diferente

Queridos leitores e amigos da Rainha, este foi um ano diferente. 

Nos anos anteriores dediquei a vida à minha escrita. Passei dias e horas ao computador a escrever durante horas a fio. Queria viver este sonho com tamanha intensidade de forma a fazer a diferença. A escrita está sempre no meu coração e quando nós, os escritores, e os artistas em geral, quando sentimos que algo nos sufoca, sabemos que a única forma de acalmar a nossa mente é criar alguma coisa. E foi assim durante anos. No entanto a minha vida mudou um bocadinho. Descobri que era cada vez mais difícil sobreviver num mundo em que o dinheiro é Rei e quem não o tem arrisca-se a arrastar-se literalmente a troco de um pedaço de pão. Eu não queria que acontecesse a mim, o que acontece com outros tantos. Sabia que tinha e tenho potencial para fazer mais. Assim, continuei a minha busca pela sobrevivência, em trabalhos precários até Setembro do ano passado. 

Em Outubro conheci a LR. Uma empresa que me fascinou desde o início. Apaixonei-me pelo conceito e iniciei o meu trajecto em part-time. Mantive o meu trabalho precário na área da restauração até Dezembro, data em que decidi tomar conta do meu próprio destino. Em Janeiro, juntei-me à minha cara-metade e aventurei-me por este mundo tão fascinante que se chama: Empreendedorismo. 

Já passaram 7 meses desde que iniciamos esta jornada a dois. Quando temos objectivos bem definidos e sonhos comuns torna-se muito mais simples arriscar. Posso dizer que foi a melhor decisão que tomei até agora. Porquê? Porque estou cada vez mais perto de realizar os meus sonhos. Para quem já me conhece, um dos meus sonhos é poder viver apenas da escrita. É possível? Claro que sim, mas para isso acontecer tive de tomar a decisão de trabalhar por minha própria conta e risco. Ainda não atingi aquilo que mais desejo na vida, mas sei que com todo o empenho depositado ao longo deste tempo, e provavelmente nos próximos dois anos, conseguirei atingir o que tanto quero. 

A vida por vezes faz-nos desviar da rota. A nossa bússola indica-nos outros caminhos. Não vale a pena resistir. Queres um conselho? Vai onde o teu coração te leva, desde que faça sentido. 

Sem comentários:

Arquivo do blogue