Traduza para o seu idioma

segunda-feira, 6 de julho de 2015

O Pavão e o seu espanador




Era ele um bonito Pavão.
Achava que ninguém
lhe dizia que não.

Até mil vénias fazia seu irmão
com miseráveis hérnias
sem nenhuma solução.

Um dia o dito Pavãozeco
decidiu ser malandreco.
Convidou a vizinha para sair.
E arranjou-se todo boneco.

Mas a dita era esquecida.
E deu-se como desaparecida.
Deixou o Pavão pendurado.
E fugiu com o novo namorado.

Coitado do nosso Pavão.
Ficou todo envergonhado.
E com o espanador na mão
fugiu para outro lado.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue