Traduza para o seu idioma

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Plateia

À espera.
Tranquila.
Numa sublime esfera.
Lânguida Quimera.
À espera
que os horizontes
se abram.
E se encaixem
neste caminhar.
Aplausos.
Muitos aplausos.
Luzes.
Chão.
Apenas o chão
me defende
do entusiasmo
da multidão.
Cânticos alegres
se entoam.
Instrumentos musicais
se acentuam.
Para todo o lugar
se espalham.
Ecoam no ar
filetes de felicidade.
Vaidade
Submissão.
Solidão.
E volta ao mesmo.
Toca a trombeta
e volta ao mesmo.
O mesmo chão.
A mesma multidão.
Uma tontura.
Que tortura!
E caio no chão.
No chão.
No mesmo chão.
E continua a canção.
Como se nada estivesse a acontecer.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue