Traduza para o seu idioma

sábado, 31 de maio de 2014

O Labrador

Labrador que espera,
dono que desespera
na fila do supermercado.

Labrador que espera ser lavado.
dono que não encontra a chave
nem onde deixou o carro estacionado.

Labrador que espera por um banho de praia.
Está inquieto à espera que o dono saia.
Mas o dono não aparece do mesmo lado.

Labrador que espera e desespera.
Solta a corrente, o danado.
Triunfante, pega um Agente fardado.

Labrador que já não espera.
A farda já era.
E o dono pagou o estrago.

Lá se foi o banho de praia.
Não se leva um Labrador, para qualquer lado.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

2 comentários:

Anne Lieri disse...

KKK...Esse labrador é bem danado! Adorei sua poesia! bjs,

Jovita Capitão disse...

Olá Anne, bem-vinda! Obrigada pelo comentário e pela visita. :)
Beijinhos.

Arquivo do blogue