Traduza para o seu idioma

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Tenho um nó

Tenho um nó
que não desata,
difícil comarca
que até dá dó.

Um nó
que me enleia,
de tal maneira
que não respiro.

Um nó
que me aperta
e que desperta
vontade de fugir.

Um nó
no estômago e na garganta.
A mim nada me espanta
neste mundo que gira em mó.

Jovita Capitão, Rainha das Insónias.

Sem comentários:

Arquivo do blogue